NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 16 de Agosto de 2022

POLÍTICA
Terça-feira, 02 de Agosto de 2022, 15h:14

ELEIÇÕES 2022

Mauro fecha com WF; Fávaro e Geller comandarão oposição em MT

Governador desiste de palanque múltiplo e fecha apoio a senador bolsonarista na disputa ao Senado

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem
Divulgação
Fávaro e Gelller vão comandar a esquerda e montar palanque para Lula em Mato Grosso

Diante da confirmação da aliança do governador Mauro Mendes (União Brasil) com o senador Wellington Fagundes (PL), na disputa pelo Senado, o senador Carlos Fávaro (PSD) e o deputado federal Neri Geller (PP) romperam de vez com o chefe do Executivo Estadual.

Ambos garantiram quem, doravante, estarão em palanques opostos nas eleições deste ano. 

“Primeiro, os políticos escolhem os seus palanques. Depois, os eleitores escolhem o palanque que quer que seja vencedor. E, agora, nós vamos escolher o nosso lugar nessa campanha”, disse Fávaro. 

O deputado e o senador, com líderes da federação Brasil da Esperança (PT, PV e PCdoB) devem anunciar, até esta quarta-feira (3), o nome que irá disputar o Governo do Estado, representando o grupo de esquerda.

Leia também:

Lula e Alckmin vem a Cuiabá e vão visitar o Parque do Xingu

Campanha para o Governo em MT não polariza situação e oposição

Dessa forma, vão garantir um palanque para o presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Mato Grosso. 

“O nosso palanque é o palanque do presidente Lula”, disse Fávaro.

Ele descartou qualquer possibilidade de se manter na base governista, após a confirmação da aliança de Mauro com o PL, em appio ao presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição. 

Fávaro, inclusive, é o nome mais cotado para encabeçar uma chapa de oposição a Mauro Mendes.

Ele admitiu que recebeu a ligação do Lula o convidando, novamente, para encarar a disputa, mas afirmou que ainda não tomou nenhuma decisão quanto a isso.

“Hoje à tarde, nos vamos definir isso”, garantiu. 

O fechamento da aliança do União Brasil com o PL em Mato Grosso chegou aos ouvidos dos aliados de Mauro Mendes, nesta terça-feira (2).

Nos bastidores, a informação é de que o governador só comunicou os partidos que estão, de fato, em seu arco de aliança, mas deixou de fora Fávaro e Geller.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Cuiabá flerta, cada vez mais, com o rebaixamento no Brasileirão. De quem é a culpa?
Do treinador
Da torcida
Dos cartolas
Dos jogadores
PARCIAL