NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 16 de Agosto de 2022

POLÍTICA
Quinta-feira, 04 de Agosto de 2022, 16h:42

REFORÇO NA CAMPANHA

Deputado Janones retira a candidatura e decide apoiar Lula

Deputado disse que ex-presidente decidiu encampar a ideia do auxílio emergencial de R$ 600, uma de suas bandeiras

VICTORIA AZEVEDO
Da Folha de S. Paulo
Divulgação
Deputado disse que ex-presidente decidiu encampar a ideia do auxílio emergencial de R$ 600, uma de suas bandeiras

O deputado federal André Janones (Avante-MG) desistiu de sua candidatura à Presidência para apoiar já no primeiro turno o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na corrida eleitoral.

Em transmissão em rede social, Janones afirmou: "estamos juntos agora". A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (4) após o parlamentar se reunir com o ex-presidente, em São Paulo.

Janones afirmou na live que Lula decidiu encampar a ideia do auxílio emergencial de R$ 600, uma das bandeiras do mandato do deputado. 

Leia também:

Lula e Alckmin vêm a Cuiabá e visitam o Parque Nacional do Xingu

"O Lula está encampando também essa luta, junto conosco, com a nossa candidatura que nesse momento a gente retira e unifica a candidatura presidencial do deputado André Janones e a partir deste momento ela está unificada e passa a ser representada pela candidatura do presidente Lula", afirmou Janones na live.

O deputado criticou o governo Bolsonaro e afirmou que diferente do modelo atual, a proposta - a sua e a de Lula - em relação ao auxílio emergencial é antiga e não é elaborada pensando somente no período eleitoral.

"Eu jamais me aliaria àqueles que utilizam a fome dos mais pobres, dos mais necessitados, como moeda eleitoral, como foi feita pelo atual governo".

Janones disse ainda que Lula irá absorver também outras de suas propostas, como uma relacionada a mães solos e a criação de uma secretaria de saúde mental.

De olho no potencial de mobilização nas redes sociais de Janones, a campanha do petista sinalizou que acatará propostas do deputado no plano de governo.

O presidenciável já havia indicado que poderia retirar a candidatura caso suas propostas fossem incluídas na pauta de outros candidatos ao Palácio do Planalto.

O grupo que debate o plano de governo de Lula também se reunirá com a equipe de Janones para alinhar as propostas.

Por outro lado, o apoio do Pros, que foi anunciado na quarta (3), virou incerteza após o STJ (Superior Tribunal de Justiça) alterar decisão da própria corte e trocado de novo a direção da legenda.

Com isso, volta ao comando da legenda Marcus Holanda, que bancou a candidatura presidencial do coach motivacional Pablo Marçal, e deixa o posto o seu fundador, Eurípedes Jr., que havia anunciado o apoio a Lula. ​Ainda cabem recursos.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Cuiabá flerta, cada vez mais, com o rebaixamento no Brasileirão. De quem é a culpa?
Do treinador
Da torcida
Dos cartolas
Dos jogadores
PARCIAL