NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 29 de Junho de 2022

POLÍCIA
Quinta-feira, 12 de Maio de 2022, 08h:41

SUMIRAM HÁ UM MÊS

Polícia acha corpos que podem ser de primos desaparecidos

Um suspeito do crime foi preso pela Polícia Civil, que investiga o envolvimento de mais pessoas nas mortes

TÉO GOMES
Da Reportagem
Reprodução
Os dois corpos estavam enterrados em uma área rural, a cerca de 15 quilômetros da cidade de Barra do Bugres

Dois corpos encontrados pela Polícia Civil, na quarta-feira (11), podem ser de dois jovens desaparecidos desde cinco de abril passado: os primos Thaynara Chrystini dos Santos Silva, de 20 anos, e Carlos Henrique da Silva Souza, 20.

Um suspeito do crime já está preso.

Foram recolhidos também objetos pessoais junto aos corpos, que foram reconhecidos por familiares das vítimas

Os dois corpos, segundo policiais da Delegacia Municipal de Barra do Bugres (168 km a Médio-Norte de Cuiabá) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), estavam enterrados em uma área rural, a cerca de 15 quilômetros da cidade.

Leia também:

Genro mata o sogro que dormia com 12 facadas, em Cuiabá

As diligências que prenderam um dos suspeitos também ajudaram na localização do dois cadáveres, qie estavam desaparecidos há um mês e seis dias.

A suspeita é mesmo de que os dois corpos sejam de Thaynara e Carlos, mas, devido ao adiantado estado de decomposição dos corpos, só um exame de DNA pode definir, tanto a identificação das vítimas, com que tipo de armas eles foram assassinados.

O casal de primos foi visto pela última vez na parte externa de um ginásio poliesportivo, onde ocorriam jogos escolares da cidade.

Desde a comunicação do desaparecimento, diversas diligências têm sido realizadas pela Polícia Civil, para identificar os autores e localizar as vítimas desaparecidas.

Diante das informações coletadas nas diligências, foi representada pela prisão temporária de um dos suspeitos de envolvimento no caso.

Após o deferimento do mandado, as equipes da Delegacia de Polícia de Barra do Bugres e da GCCO cumpriram a prisão do suspeito na quarta-feira.

Após a prisão e com base em todas as informações obtidas ao longo da investigação, foram localizados os dois corpos enterrados em uma região de mata, próximo a um canavial.

Equipes da Polícia Civil e da Perícia Oficial e IML se deslocaram até a região, onde foram recolhidos os corpos em avançado estado de decomposição e que serão submetidos a exames.

O suspeito foi interrogado na Delegacia de Barra do Bugres e as perícias necessárias foram requisitadas.

O acusado vai continuar preso com prisão temporária de 30 dias e, caso seja confirmado como um dos autores, a Polícia vai representar pela prisão preventiva, para que o acusado responda processo preso.

O inquérito está em segredo de Justiça, deixando a Polícia sem poder falar sobre a evolução das investigações

. A reportagem do DIÁRIO apurou, no entanto, que a Polícia já tem quase 100% de certeza que existem outros envolvidos.

A Polícia só não sabe ainda os motivos da brutalidade contra os dois jovens, e se existem uma ou mais pessoas também envolvidas como mandantes.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL