NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 29 de Junho de 2022

POLÍCIA
Segunda-feira, 16 de Maio de 2022, 08h:00

ESQUEMA DE R$ 350 MILHÕES

Empresário usava postos de gasolina para lavar dinheiro do tráfico

Foram cumpridos 8 mandados de prisão preventiva, 29 de busca e apreensão, além do sequestro de bens

Da Redação
PF/MT
Um dos postos utilizados pelo empresário para lavar dinheiro do tráfico deu o nome da operação da PF em MT

A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (16), a Operação Jumbo, nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Mirassol D'Oeste, Poconé e Pontes e Lacerda/MT.

O alvo é uma quadrilha especializa no tráfico de drogas e em lavagem de dinheiro.

Leia também:

Facção sequestra adolescente e exige resgate; dois são presos

Foram cumpridos oito mandados de prisão preventiva, 29 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de diversos bens, por meio de autorização da 7ª Vara Criminal de Cuiabá-MT,.

A investigação da Polícia Federal apontou para uma grande organização criminosa voltada ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

O grupo criminoso movimentou a quantia aproximada de R$ 350 milhões, num período de quatro anos.

Foi apurado, também, que a organização criminosa adquiria a cocaína no município de Porto Esperidião (326 km a Oeste de Cuiabá) acondicionava em Mirassol D'Oeste (a 300 km), para, depois, distribuí-la na Capital.

No decorrer da investigação, com o apoio da do setor de inteligência da Polícia Militar e do Gefron, foi possível interceptar dois carregamentos de drogas, totalizando 210 kg de cocaína.

Além disso, a investigação apontou que a organização criminosa utilizava postos de combustíveis em Cuiabá para a lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

As informações são de que os postos são de propriedade do empresário Thiago Gomes de Sousa.

Um dos postos, de nome Jumbo, batizou a operação da PF. Outro posto envolvido no esquema é o Ataiala.

Os dois estabelecimentos estão localizados na Rodovia Palmiro Paes de Barros, em Cuiabá.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações e diligências contra o tráfico de drogas continuam, com especial atenção à prisão das lideranças e descapitalização de organizações criminosas.

Veja vídeo:

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL