NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 25 de Junho de 2022

CIDADES
Terça-feira, 24 de Maio de 2022, 12h:33

TRAGÉDIA NA ESTRADA

Carro e caminhão colidem; motorista morre carbonizado

O acidente aconteceu no início da noite de segunda (23), no Km 23 da MT-220, entre as cidades de Sinop e Juara

TÉO GOMES
Da Reportagem
Reprodução
O Fiat Linea ficou totalmente destruído: após a colisão, o carro pegou fogo e o motorista morreu carbonizado

Uma colisão entre um caminhão carregado de gado e um Fiat Linea deixou como saldo trágico a morte, por carbonização, do motorista do automóvel.

O acidente, segundo a Polícia Militar, aconteceu no início da noite de segunda-feira (23), no Km 23 da MT-220, entre as cidades de Sinop e Juara, no Norte do Estado.

Com a violência do choque entre os dois veículos, o Fiat ficou totalmente destruído e ainda pegou fogo, matando o motorista, ainda não identificado, na hora.

Testemunhas que estavam no local informaram que o motorista do Fiat Linea tentou realizar uma ultrapassagem, e colidiu  frontalmente com caminhão boiadeiro, que seguia na pista contrária.

Motoristas que passavam no momento pelo local conseguiram ajudar o caminhoneiro a sair da cabine, antes de as chamas se alastrarem.

 Além disso, ajudaram a conter o fogo, que começou no pneu traseiro do caminhão. Os animais não se feriram.

O Corpo de Bombeiros esteve no local e realizou o controle das chamas.

A Polícia Civil fez a liberação do corpo para o IML, e a vítima só será identificada, oficialmente, após um exame de DNA.

A Polícia disse, na manhã desta terça-feira, que vai aguardar os laudos periciais de agentes da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec), para divulgar as causas do acidente.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL