NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 24 de Junho de 2022

POLÍCIA
Segunda-feira, 20 de Junho de 2022, 14h:07

VIOLÊNCIA SEM FIM

16 pessoas são mortas em feminicídios e execuções em MT

Em um caso, um rapaz de 30 anos matou o tio de 40 com um tiro de espingarda pelas costas, no interior

TÉO GOMES
Da Reportagem
PMMT
As ocorrências do fim de semana foram registradas pela Polícia Militar

Os acidentes de trânsito mataram ao menos 15 pessoas, no fim de semanae semana prolongado, mas os crimes contra a vida também foram altos, em Mato Grosso.

Dezesseis pessoas foram assassinadas. 

Os registros apontam que duas mulheres foram vítimas de feminicídio e, dos 14 homens mortos a tiros e facadas, 10 foram executados e quatro não tiveram as qualificações definidas.

Leia também:

Acidentes de trânsito matam 15 pessoas no feriado prolongado

Um dos mortos foi Odenil Gonçalo de Souza Júnior, de 25 anos. 

Ele, segundo a Polícia Militar, foi baleado na noite dee domingo (19), na Rua Bergamo, no bairro Veneza, na cidade de Lucas do Rio Verde (349 km ao Norte de Cuiabá. 

Socorrido às pressas, Odenil morreu no início da manhã desta segunda-feira (20), Hospital São Lucas, segundo confirmaram policiais da Polícia Civil de Lucas.

 A vítima foi abordada por dois homens, que dispararam vários tiros.

Dois dos tiros atingiram a cabeça do homem.

Um dos tiros disparados contra Odenil se perdeu e atingiu um homem que passava pelo local e que segue hospitalizado.

Seu estado de saúde não foi divulgado. 

A Polícia Civil fez a liberação do corpo para o IML e deu iniciou as investigações do o crime, classificado como execução.

Não foi confirmado se na rua em que aconteceu o crime há circuito de monitoramento com câmeras de segurança. 

SOBRINHO MATA TIO – Com tiros de uma espingarda calibre 22, o sobrinho de 30 anos matou pelas costas o tio, Sandro Régis Marques de Oliveira, de 40 anos. 

O crime, segundo a Polícia Civil, aconteceu durante uma festa de confraternização, no último sábado (18), em uma fazenda na área rural da cidade de Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá). 

A Polícia Civil fez a liberação do corpo para o IML, mas informou, na manhã desta segunda-feira (20), que ainda desconhece os motivos da violência.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL