NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 16 de Agosto de 2022

ILUSTRADO
Sábado, 06 de Agosto de 2022, 07h:34

TELEVISÃO

Globo leva ao Catar a equipe mais enxuta de uma Copa do Mundo em 40 anos

Narração local contará só com Galvão Bueno e Luís Roberto; maioria dos jogos será feita daqui

Da Folhapress - São Paulo
Galvão Bueno e Luís Roberto

A TV Globo levará ao Catar, para a cobertura local da Copa do Mundo, apenas dois locutores: Galvão Bueno, que se despedirá da emissora após o fim do mundial, e Luís Roberto. Os dois estarão acompanhados pelos comentaristas Caio Ribeiro e Júnior, como adiantou a coluna, além de Ana Thais Matos e Roger Flores. Cléber Machado, que tem feito presencialmente todos os mundiais nos últimos 20 anos, ficará no Brasil para narrações a distância.            

Pelo SporTV, o grupo levará Milton Leite, Luiz Carlos Junior, Ledio Carmona, Grafite, Paulo Vinícius Coelho e Pedrinho. Do Globoplay, vão apenas dois profissionais, ambos a serviço do documentário que vem sendo gravado para registrar o encerramento da carreira de Galvão Bueno na emissora.          

  Tiago Leifert, que volta ao grupo para narrar a Copa pelo serviço de streraming da casa, fará as narrações do Brasil.        

  A lista saiu finalmente nesta sexta-feira (5), distribuída pelo diretor do departamento, Renato Ribeiro. No comunicado, ele promete anunciar novas contratações, como técnicos, jogadores, ex-jogadores e profissionais do entretenimento que também se juntarão ao time na cobertura da Copa aqui no Brasil mesmo.        

    Ribeiro chama a atenção da equipe para "uma Copa numa época do ano diferente, três semanas após as eleições e com um cenário econômico desafiador".          

  Essa é a menor equipe que a Globo leva a uma Copa do Mundo nos últimos 40 anos. A maior parte dos jogos será narrada daqui, do Íon, um estúdio especial nos Estúdios Globo, em Curicica, no Rio de Janeiro, e dos estúdios de São Paulo.        

    Mesmo os jogos narrados no local, em Doha, serão coordenados remotamente a partir de controles no Brasil, como já foi feito na Rússia, avisa Ribeiro.          

"Em Doha", diz o diretor, "teremos uma equipe enxuta, com a missão de acompanhar de perto todos os jogos e fatos mais importantes da Copa do Mundo".      

    Além de Cléber Machado, a Globo terá Renata Silveira e Gustavo Villani entre os profissionais de locução no Brasil.        

A equipe de reportagem no Catar contará com Carlos Gil, Edgar Alencar, Edson Viana, Felipe Brisolla, Guto Rabelo, Júlia Guimarães, Marcelo Courrege e Pedro Bassan.            

O time que ficará no Brasil pelo SporTV inclui Everaldo Marques, Jader Rocha, Julio Oliveira, Natalia Lara, Rogério Correa, Maurício Noriega, Renata Mendonça, PC Vasconcellos, Alexandre Lozetti e Fábio Jr.          

  No GloboPlay, Fernanda Colombo acompanha Tiago Leifert em solo brasileiro.    

      A Globo terá aqui uma edição diária do Central da Copa, sob o comando de Alex Escobar.        

No SporTV, os programas se revezam entre Seleção Catar, com André Rizek e Marcelo Barreto, o Troca de Passes, com Felipe Diniz, Barbara Coelho e Carlos Eduardo Mansur, o Tá na Copa, com Magno Navarro e Igor Rodrigues, e o SporTV News, com Mariana Fontes, André Loffredo, Luiz Teixeira e Camila Carelli.  


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Cuiabá flerta, cada vez mais, com o rebaixamento no Brasileirão. De quem é a culpa?
Do treinador
Da torcida
Dos cartolas
Dos jogadores
PARCIAL