NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 24 de Maio de 2022
ESPORTES
Sábado, 14 de Maio de 2022, 17h:36

FUTEBOL INGLÊS

Liverpool vence Copa da Inglaterra nos pênaltis; Chelsea perde 3ª final seguida

Chelsea e Liverpool voltaram a empatar por 0 a 0 e decidiram o título da Copa da Inglaterra nos pênaltis em Wembley neste sábado

Estadão Conteúdo
Liverpool é campeão da Copa da Inglaterra

Em um jogo que mais parecia uma reprise da final da Copa da Liga Inglesa, Chelsea e Liverpool voltaram a empatar por 0 a 0 e decidiram o título da Copa da Inglaterra nos pênaltis em Wembley neste sábado. O roteiro foi o mesmo, desta vez com Mendy no gol do Chelsea, e o Liverpool venceu por 6 a 5 para faturar mais um título em cima do rival.

Com a derrota, o Chelsea se torna o primeiro clube a perder três finais consecutivas na longa história da Copa da Inglaterra. O time de Londres possui oito conquistas, ao lado do Tottenham. Já o Liverpool conquista seu oitavo título do torneio, voltando a vencer a taça desde 2006. A única vez que o Liverpool havia vencido as duas copas do país havia sido em 2000/2001. Manchester United (12) e Arsenal (14) são os maiores campeões.

Com Thomas Tuchel em um lado e Jurgen Klopp do outro, a bola rolou já com a certeza de que teríamos o primeiro técnico alemão campeão da FA Cup. Esta foi a primeira final entre técnicos alemães da Copa da Inglaterra, mas Tuchel já havia chegado na decisão na temporada passada, quando perdeu para o Leicester.

84.897 estiveram no estádio em Londres para assistir a final da competição mais antiga da história do futebol, que completa 150 anos. Diferente do que aconteceu na final em fevereiro, o Chelsea manteve Benjamin Mendy em campo para as penalidades e não utilizou Kepa.

Chelsea e Liverpool já haviam se encontrado em um jogo emocionante na final da Copa da Liga Inglesa nesta temporada. Após um jogo muito agitado, o jogo foi empatado por 0 a 0 para os pênaltis. Kepa foi o personagem daquela decisão, quando todos os jogadores dos dois times marcaram e o goleiro do Chelsea desperdiçou a 11ª cobrança, dando o título ao Liverpool.

MAIS UM JOGO DE MUITAS CHANCES E SEM GOLS

O começo de jogo do Liverpool foi melhor neste sábado. O time de Klopp teve grande chance logo cedo. Após grande lançamento de Alexander Arnold para Luis Diaz, que finalizou para defesaça de Benjamin Mendy. Ainda deu tempo de Keita finalizar com muito perigo, mas a bola foi desviada. O Chelsea demorou um pouco para esquentar, mas também criou ótimas jogadas. Pulisic, completando de primeira na área, mandou a bola para fora.

Chelsea e Liverpool fecharão a temporada 2021/2022 com 63 partidas cada, já que o Chelsea esteve no Mundial de Clubes e na Supercopa e o Liverpool chegou à final de tudo que disputou. O excesso de partidas refletiu no cansaço dos elencos. Primeiro, Thiago Silva precisou de atendimento. Ainda no primeiro tempo, Salah deixou o campo lesionado e passa a ser uma preocupação para a final da Liga dos Campeões.

Entre boas chances, o primeiro tempo ainda teve Marcos Alonso saindo cara a cara com Alisson, em jogada que terminou com a defesa do brasileiro. Nos momentos finais, Diogo Jota, que entrou no lugar de Salah, finalizou com bastante perigo.

Os três primeiros minutos da etapa final foram de muito sufoco para o Liverpool. O time de Tuchel conseguiu criar três chances claras de gol em sequência, duas delas com o ala espanhol Marcos Alonso. Primeiro, Alonso chutou cruzado com muito perigo e depois cobrou uma falta venenosa no travessão. Alisson ainda precisou fazer grande defesa em chute de Mason Mount.

Após o susto inicial, o Liverpool voltou a crescer no jogo e deu trabalho para a defesa do Chelsea. Jota bateu firme, a bola foi rasante e passou mais uma vez raspando a trave de Mendy. Pouco mais tarde, Diaz arriscou de fora e também mandou para fora.

O Liverpool seguiu melhor e muito perigoso. Diaz voltou a incomodar já no fim e a finalização do colombiano carimbou a trave antes de ir para fora. Menos de um minuto depois, Robertson completou cruzamento e carimbou mais uma vez a trave do Chelsea. Superando o cansaço, Luis Diaz bateu colocado e ficou mais uma vez perto de marcar, mas mandou para fora.

CANSAÇO NA PRORROGAÇÃO

Enquanto boa parte do time do Chelsea demonstrou estar no limite e fez tratamentos para aliviar o cansaço antes da prorrogação, o Liverpool teve que substituir o xerife Van Dijk. As construções de jogada foram mais escassas na prorrogação e o Chelsea tentou mais na bola parada.

O jogo avançou rápido para os pênaltis, sem maiores lances. Desta vez, Mendy seguiu em campo. Após os dois times começarem as cobranças com gols, Azpilicueta carimbou a trave e perdeu o primeiro pênalti do dia. As cobranças seguiram sendo convertidas, inclusive por Roberto Firmino, que bateu bem e Mendy não alcançou.

A decisão no quinto pênalti do Liverpool ficou entre dois senegaleses, Mané e Mendy, que nos pênaltis garantiram o título da Copa Africana e a vaga para o Mundial para Senegal. O camisa 10 do Liverpool parou no conterrâneo. Nas alternadas, os times chegaram no 5 a 5. Mount cobrou no canto e Alisson pegou, dando margem para Tsimikas cobrar e confirmar o título do Liverpool.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que se justifica a polêmica entre Governo e Prefeitura em torno de VLT e BRT?
Tudo não passa de interesses político-eleitorais
O VLT já era. Obra deveria ter saído em 2014
O BRT não vai melhorar o sistema de transporte público
Qualquer um dos modais é solução para Cuiabá e VG
PARCIAL