NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 16 de Maio de 2022
ECONOMIA
Quinta-feira, 05 de Maio de 2022, 08h:12

ESPAÇOS AMPLIADOS

Pandemia impulsiona compra de imóveis mais confortáveis em Cuiabá

Há uma migração tanto para condomínios horizontais, quanto para apartamentos com metragens maiores

Da Redação
Reprodução
Segundo sindicato, há uma migração para os condomínios horizontais

A pandemia da Covid-19 - e o isolamento social imposto pela doença - mudou a relação das pessoas com suas moradias e impulsionou a busca por imóveis mais confortáveis, com espaços ampliados.

Em 2021, houve um aumento de 52,34% do número de casas e terrenos comercializados em Cuiabá e, em 2020, de 11,5%, em comparação com o ano de 2019, antes do início da pandemia.

Os dados são do Sindicato da Habitação de Mato Grosso (Secovi-MT), e apontam ainda que quase 60% de todos os imóveis comercializados em 2021 se enquadram nesses tipos de demandas.

Leia também:

Mercado imobiliário em Cuiabá fatura R$ 1,1 bilhão no 1º trimestre

O presidente do Secovi/MT, Marco Pessoz, confirmou a mudança de comportamento apontada pelos números.

"Buscar qualidade de vida para a família passou a ser prioridade, ter espaço para as crianças correrem, opções de lazer", disse.

Embora não tenha dados específicos que demonstrem a busca por apartamentos mais amplos, a realidade pode ser evidenciada, conforme o presidente do Secovi/MT, pelo aumento do ticket médio, ou seja, do valor médio pago pelo imóvel.

"Percebemos uma migração tanto para condomínios horizontais, quanto para apartamentos com metragens maiores", relata.

O diretor comercial da Incorporadora BC Genera, Bernardo Bonilha, afirmouque o maior pico de vendas de apartamentos do condomínio Brasil Beach - que conta com praia privativa e diversas opções de lazer - foi registrado durante a pandemia da Covid-19, e motivou o lançamento da nova fase do empreendimento. Somente durante o pré-lançamento, já foram vendidas 50% das unidades.

"As pessoas ficaram isoladas em suas casas e buscaram mais conforto. Os nossos apartamentos são mais amplos, com plantas a partir de 98 metros quadrados e, além da praia privativa, o condomínio conta com itens exclusivos, como coworking, crossfit e quadras de tênis", destacou.

O servidor público Paulo Henrique R. C da Cruz mudou-se para o condomínio em 2020, em busca de mais conforto e opções de lazer para a família e afirma que a decisão resultou em mais qualidade de vida para todos.

Agora, eles praticam atividades físicas no condomínio e aproveitam os espaços de convivência disponíveis, além do espaço maior no apartamento.

"Durante a pandemia, não podíamos ir a muitos lugares, por isso pensamos em procurar um lugar de onde não precisávamos sair para ter acesso às atividades de lazer. Agora minha esposa, meu filho de 16 anos e eu, aproveitamos os ambientes do condomínio. Meu filho joga tênis, nós frequentamos a academia, a sauna e também temos mais espaço para trabalhar de casa", relatou.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que se justifica a polêmica entre Governo e Prefeitura em torno de VLT e BRT?
Tudo não passa de interesses político-eleitorais
O VLT já era. Obra deveria ter saído em 2014
O BRT não vai melhorar o sistema de transporte público
Qualquer um dos modais é solução para Cuiabá e VG
PARCIAL