NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 18 de Agosto de 2022

CUIABÁ URGENTE
Sábado, 25 de Junho de 2022, 09h:22

DECANO DO SUPREMO

Gilmar Mendes é o homem mais poderoso do Brasil, diz jornalista

Da Redação

Divulgação

Gilmar Mendes

O mato-grossense Gilmar Mendes, decano do STF, tem muito poder, segundo jornalista

Em artigo publicado na revista eletrônica Crusoé, vinculada ao site O Antagonista, o jornalista Mário Sabino escreve sobre o ministro Gilmar Mendes, do STF, e afirma que o mato-grossense é "o homem mais poderoso do Brasil".

“Não existe ninguém mais poderoso no Brasil do que Gilmar Mendes. Se um ministro do STF pode tudo, ele pode ainda mais. Não há ninguém capaz de ombrear com ele. No Supremo, ele engoliu todos os presidentes do tribunal, desde que Joaquim Barbosa deixou o cargo e retirou-se da Corte. […]", escreveu Sabino.

Leia também:

Jantar para Gilmar Mendes reúne Bolsonaro, Moraes e Aécio Neves

E completou: "Por qual motivo ninguém lhe faz frente? É que o decano do STF, ao contrário do resto, sabe que só tem poder quem efetivamente o exerce por inteiro. Age sem peias por instinto, por origem e também, reconheçamos, porque leu Maquiavel melhor do que qualquer outro integrante atual da Corte.”

Na visão do comentarista, a Operação Lava Jato, fulminada, serviu a que Gilmar estendesse o seu poder ao Poder Legislativo.

"Ele, que era chapa, virou patrão. No Executivo, Jair Bolsonaro lhe é tão devedor, que foi pedir a bênção para a indicação de Kassio Nunes Marques. André Mendonça? Gilmar Mendes, outra vez. Se Lula for eleito presidente da República, ele terá um credor no atual decano do STF, porque foi Gilmar Mendes quem o tirou da prisão”, completa Mário Sabino.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Cuiabá flerta, cada vez mais, com o rebaixamento no Brasileirão. De quem é a culpa?
Do treinador
Da torcida
Dos cartolas
Dos jogadores
PARCIAL