NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 18 de Agosto de 2022

CUIABÁ URGENTE
Domingo, 26 de Junho de 2022, 10h:01

VALE TUDO ELEITORAL

Direita esquece propostas, mira Bolsonaro e tenta reeleger radicais

Da Redação

Reprodução

Barbudo e Medeiros

Direita em MT aposta na reeleição de Nelson Barbudo e José Medeiros, só porque são devotos extremos de Jair Bolsonaro

Apesar do desgaste da imagem de Jair Bolsonaro (PL) - com seguidos escândalos de corrupção -, integrante da denominada direita conservadora está confiante em um resultado extremamente positivo das eleições deste ano, em Mato Grosso.

Esse segmento ligado ao bolsonarismo já fez as contas e acredita que vai reforçar as bancadas na Assembleia Legislativa (que tem 24 vagas) e na Câmara Federal (oito).

Leia também:

Advogado de MT alerta para problemas mentais e radicalismo político

Com o surrado lema "Deus, Pátria, Família e Liberdade", os bolsnaristas estão envolvidos na briga para reeleger, por exemplo, o deputado estadual Gilberto Cattani (PL)

O parlamentar, que era suplente e virou titular com a morte do dono da cadeira na AL, é apontado como uma referência do bolsonarismo, mas é obscuro quando se trata de discutir políticas públicas.

Sua preocupação é defender o presidente Bolsonaro, não importando se há escândalos no Governo..

Esse grupo da direita, composto por devotos de Bolsonaro e que não parecem preocupados com os problemas de Mato Grosso, também aposta na reeleição dos deputados federais José Medeiros e Nelson Barbudo, ambos do PL,

Os dois parlamentares também são devotos de Bolsonaro e priorizam a defesa intransigente do presidente e de sua familia, em detrimento das questões de interesse do povo mato-grossense.

Para completar, os bolsonaristas também apostam no radical Victório Galli, pastor que não deu certo na Câmara e acha que, só por ser "amigo do presidente" já estaria com o passaporte carimbado para a Câmara Federal.

Nenhum desses políticos, pelo jeito, parece preocupado em combinar as coisas com os eleitoreas.

Tratam o Estado como um curral de Bolsonaro.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Cuiabá flerta, cada vez mais, com o rebaixamento no Brasileirão. De quem é a culpa?
Do treinador
Da torcida
Dos cartolas
Dos jogadores
PARCIAL