NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 29 de Junho de 2022

CIDADES
Sábado, 21 de Maio de 2022, 14h:46

VOANDO ALTO

Universitária cuiabana faz sucesso como modelo no Caribe

Estudante de Engenharia Florestal na UFMT, Yasmin Andrade é moradora do bairro Carumbé, na Capital

ALECY ALVES
Da Reportagem
Divulgação
Aos 25 anos, a cuiabana Yasmin Andrade faz sucesso como modelo de passarela no Caribe

Aos 25 anos, a universitária cuiabana Yasmin Andrade, sucesso como modelo de passarela no Caribe, região turística formada por um conjunto de ilhas paradisíacas, na América Central, tem uma vida que antes, nem em sonhos, foi capaz de imaginar.

Ela está vivendo exclusivamente do que fatura modelando em campanhas publicitárias e levando às passarelas os lançamentos em roupas de grife e produtos para maquiagem.

A garota tímida, que se achava feia e alisava o cabelo, assim como fazem milhares de jovens afrodescendentes, por causa da cobrança social, agora se sente bela e empoderada.

Leia também:

Portaria proíbe policial penal de entrar com celular em presídio 

“Minha autoestima, que estava lá embaixo, no pé, está no teto”, celebra Yasmim.

Divulgação

Yasmin 1

Yasmin entrou no mundo da moda por convite que recebeu em uma rede social, quando fazia intercâmbio cultural no México

Trabalhar como modelo, diz, a fez entender que beleza não é algo definido uniformemente.

De passagem por Cuiabá para visitar a família e resolver questões relacionadas à faculdade, Yasmin contou que, agora, tem uma agente para cuidar de sua carreira.

E, revela, já está avaliando propostas para desfilar na França, em Paris, e Taiwan, um Estado soberano localizado em território chinês.

Neta de “seu” Antônio Gonçalves (já falecido), pescador de Santo Antônio de Leverger (27 km ao Sul de Cuiabá), Yasmin conta que foi descoberta casualmente.

Ingressou no mundo da moda por meio do convite que recebeu em uma rede social, enquanto fazia intercâmbio cultural no México.

Inicialmente, chegou a desconfiar, mas a argumentação de quem a convidou a fez parar para analisar e aceitar a proposta.

“Em 2019, um salão de beleza me convidou porque queria testar produtos de maquiagem em alguém de pele negra”, recorda.

Desde então, Yasmim passou a ser convidada para outros trabalhos.

Divulgação

Yasmin 2

Com convites para desfilar na Europa, Yasmin planeja concluir a faculdade de Engenharia Florestal e voltar a morar em Cuiabá

A pandemia interrompeu a carreira de modelo da universitária cuiabana, como fez em outros campos profissionais.

Mas, em 2022, a retomada está sendo empolgante.

Só em março deste ano, na estação primavera-verão do Caribe, ela fez quatro grandes desfiles.

Yasmim foi para o México em intercâmbio da UFMT para estudar espanhol.

Antes, em Cuiabá, costumava trabalhar como freelancer em funções de garçonete, recepcionista de eventos, animadora de festas infantis, entre outras.

Os pais de Yasmin, Antônio Carlos e Ana Maria, são cabeleireiros.

Ele é dono de uma barbearia no CPA, e trabalha em um salão na mesma região.

Em Cuiabá, Yasmim mora com a mãe, em um apartamento do Residencial Santa Inês, no bairro Carumbé.

Apesar de fazer sucesso, de continuar modelando e com convites para desfilar em passarelas na Europa, Yasmin Andrade planeja concluir a faculdade de Engenharia Florestal e voltar a morar em Cuiabá.


3 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Dorinha Amorim   22-05-2022 18:17:32
Parabéns Yasmin, sucesso em sua vida

Responder

2
0
Rosalina Peron Andrade   22-05-2022 08:36:34
Parabéns Iasmin que Deus te abençoe sempre, nessa nova jornada de sua vida. Quando fazemos com amor,Deus nós consede mtas vitórias, continui assim enfrentando todas barreiras que a Vitória virá, o melhor já veio

Responder

3
0
Jozabete Gentil Alves  21-05-2022 23:37:33
Muito sucesso a você Yasmim!!! Você é uma guerreira e merece !!! Voe bem alto !!! Parabéns

Responder

4
0



ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL