NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 24 de Junho de 2022

CIDADES
Quinta-feira, 23 de Junho de 2022, 17h:00

PANDEMIA NO ESTADO

Em 4 dias, são 6.272 notificações; em 24h, 1.857 casos em MT

Também nas últimas 24 horas, foram mais 5 mortes causadas pela doença, totalizando 22 óbitos em 4 dias

Da Redação
Reprodução
A taxa de ocupação está em 64,04% para UTIs adulto e em 16% para enfermaria adulto

Nas últimas 24 horas, o Painel Epidemiológico da Secretaria de Saúde notificou mais 1.857 novos casos de Covid-19 em Mato Grosso.

De segunda-feira (20) até esta quinta-feira (23), são 6.272 casos da doença no Estado.

Também nas últimas 24 horas, foram registradas mais cinco mortes causadas pela doença, totalizando 22 óbitos em quatros dias.

Leia também:

Hospital registra aumento de até 400% nos casos de Covid-19

Até agora, no total, foram registrados 14.972 óbitos.

A taxa de ocupação está em 64,04% para UTIs adulto e em 16% para enfermaria adulto.

A Secretaria de Estado de Saúde notificou, até a tarde desta quinta-feira (23), 754.317 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso.

Dentre os dez municípios com maior número de casos estão: Cuiabá (130.745), Várzea Grande (53.478), Rondonópolis (44.276), Sinop (34.245), Tangará da Serra (24.112), Sorriso (23.243), Lucas do Rio Verde (23.240), Primavera do Leste (22.480), Cáceres (17.287) e Alta Floresta (16.975).

Dos 754.317 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.561 pessoas estão em isolamento domiciliar e 731.099 estão recuperadas.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 57 internações em UTIs públicas e 77 em enfermarias públicas. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL