NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 24 de Junho de 2022

CIDADES
Quarta-feira, 22 de Junho de 2022, 09h:15

VACINA ANTICOVID

Cuiabá libera hoje 4ª dose para quem tem mais de 40 anos

Para isso, as pessoas devem respeitar intervalo mínimo de quatro meses após a terceira dose ou primeiro reforço

Da Reportagem
Divulgação
As pessoas que tomaram a Janssen na primeira dose, devem se atentar às especificidades para a dose de reforço

As pessoas de 40 anos acima que tomaram Astrazeneca, Coronavac ou Pfizer poderão receber a quarta dose ou segundo reforço da vacina contra o coronavírus, a partir desta quarta-feirae (22), em Cuiabá.

Para isso, deve respeitar intervalo mínimo de quatro meses após a terceira dose ou primeiro reforço.

As vacinas para este público podem ser Janssen ou AstraZeneca.

Leia também:

Em 2 dias, MT registra 2.740 casos e 13 mortes; UTI sobe a 62%

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, já as pessoas que tomaram a Janssen na primeira dose, devem se atentar às especificidades para a dose de reforço, atendendo ao disposto na nota técnica Nº 177/2022 do Ministério da Saúde.

Para as mulheres de 40 anos acima, atualmente gestantes ou puérperas, que receberam anteriormente as vacinas CoronoVac, Pfizer, AstraZeneca ou Janssen, devem tomar a quarta dose com Pfizer.

Caso não esteja disponível, poderá ser utilizada a vacina Coronavac.

Já os indivíduos de 18 a 39 anos (não gestantes ou puérperas) que tomaram a primeira dose de Janssen (dose única) e receberam após dois meses a primeira dose de reforço com Astrazeneca, Pfizer ou Janssen, devem tomar mais uma dose após quatro meses também com Astrazeneca, Pfizer ou Janssen.

Pessoas de 40 anos acima (não gestantes ou puérperas) que tomaram a primeira dose de Janssen (dose única) e receberam após dois meses a primeira dose de reforço com Astrazeneca, Pfizer ou Janssen, devem tomar uma segunda dose de reforço após quatro meses, com Astrazeneca, Pfizer ou Janssen e novamente após 4 meses devem tomar uma terceira dose de reforço, com qualquer um dos três imunizantes citados.

"De acordo com a última nota técnica que recebemos do Ministério da Saúde, todos os indivíduos entre 18 e 39 anos que receberam como esquema primário a vacina Janssen (dose única) devem tomar um segundo reforço e as pessoas acima de 40 anos estão orientados a receber um terceiro reforço, para igualar o quantitativo total de vacinas referentes aos demais esquemas vacinais com imunizantes contra o coronavírus", explicou a coordenadora da campanha de vacinação contra o coronavírus em Cuiabá, Valéria de Oliveira.

Veja onde os adultos podem se vacinar:  

POLO CENTRAL

Unic Beira-Rio – 8h às 16h30 (segunda a sábado) 

REGIONAL NORTE

Centro de Saúde CPA III – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

Clínica da Família – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS 1º de Março / João Bosco Pinheiro – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jardim União / Jardim Florianópolis – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Ilza Terezinha Picolli  - 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS Três Barras / Umuarama – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

Centro de Saúde Paiaguás – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Paraíso I – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)  

REGIONAL SUL

UBS Tijucal – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS Jardim Industriário I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jockey Club – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Parque Ohara – 8h às 20h (segunda a sexta)

UBS Pedra 90 V e VI – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Santa Terezinha I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS São João Del Rei / Novo Millenium – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Coxipó I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Parque Atalaia I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jardim Fortaleza / Santa Laura – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta) 

REGIONAL LESTE

CS Campo Velho – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

CS Dom Aquino – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

CS Jardim Imperial I – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Areão – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Altos da Serra I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Baú / Lixeira – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Dr. Fábio I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Jardim Leblon – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Mato Grosso – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Horizonte – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Planalto – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Pico do Amor – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Praeiro – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Pedregal I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Renascer – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Terra Nova / Canjica – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)  

REGIONAL OESTE

UBS Despraiado I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Colorado I e II – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Novo Terceiro – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Santa Amália / Jardim Araçá – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

CS Jardim Independência – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Cidade Alta – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Cidade Verde – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Sucuri – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Ribeirão do Lipa – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta) 

REGIONAL RURAL

UBS Aguaçu – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta)

UBS Rio dos Peixes – 8h às 11h / 13h às 16h30 (segunda a sexta) 

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL