NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 29 de Junho de 2022

ARTIGO
Terça-feira, 21 de Junho de 2022, 09h:11

ROMILDO GONÇALVES

Incêndio florestal na Espanha?

Países europeus vivem ondas de calor; e isso deve preocupar o Brasil

2022 veio quente 40ºC, 50ºC e até 60ºC graus Celsius estão pipocando na américa no Norte, Europa, e Brasil é quase como senso comum nesse período do ano que vai de junho a outubro isso é fato nas últimas décadas, seja por questão natural ou antropogênica. 

Na França, o serviço nacional de meteorologia suspendeu o alerta vermelho lançado devido à onda intensa e recorde de calor que atingiu seu pico esse, mês com temperaturas ultrapassando os 40°C em várias regiões. 

Mas as temperaturas na verdade permanecem altas em todo o país, chegando normalmente e rotineiramente a 38° gruas Celsius. 

Se não houver uma tomada séria de atitude de maneira real e verdadeira pelos governantes e gestores públicos mundiais a situação só tem a piorar cada vez mais no Brasil e no mundo inteiro, e aí veremos o que não gostaríamos de ver e sentir as grandes catástrofes se repetindo anualmente e o povo reclamando para Deus. 

Com a temperatura acima dos 40ºC foram registradas na Espanha ao longo da semana, o combate aos incêndios florestais com ondas extremas e calor importáveis também foi uma batalha desigual para os bombeiros em vários pontos e regiões do território espanhol. 

Nas regiões da Catalunha, Navarra as temperaturas permaneceram excepcionalmente altas. 

Bombeiros e voluntários tentaram conter os incêndios florestais em Pumarejo de Tera, Zamora norte da Espanha com objetivo de debelar o fogo.

Como pode-se constatar os incêndios florestais já destruíram mais de 25 mil hectares na Sierra de lá Culebra, uma Sierra da região de Castela e Leão. Perto da fronteira com Portugal, segundo as autoridades regionais. 

Interessante é que o fogo começou com o tempo chuvoso e seco e obrigou as autoridades a esvaziar 14 vilarejos, com várias centenas de habitantes.

Em apuros no meio do sufoco causado pela fumaça. Várias estradas foram desbloqueadas e uma ligação ferroviária de alta velocidade entre Madrid e a região noroeste da Galiza, foi fechada no sábado devido aos incêndios florestais acrescentaram as autoridades. 

Se não houver uma tomada seria de atitude de maneira real e verdadeira pelos governantes e gestores públicos mundiais a situação só tem a piorar cada vez mais no Brasil e no mundo inteiro

Como se sabe o governo regional de Navarra orientou a população humana a evitar "viagens desnecessárias" para deixar as estradas livres para os bombeiros atuarem em casos de emergência no ambiente.

"Temos algumas horas muito difíceis pela frente", disse o diretor do Ministério do Interior de Navarra, Amparo Lopez Antelo. 

Como os trabalhos de serviços de resgate foi dificultado pelas altas temperaturas e rajadas de vento que sopram do Sul, a uma velocidade de mais de 30 quilômetros por hora, temos que permanecer em alerta geral e não podemos fraqueja nesse momento.

Como se vê a temperaturas acima de 40°C foram registradas na maior parte Espanha. 

Como se diz, ou agimos agora ou pagamos pra ver, e não é só na Espanha, Estado Unidos, França ... Aqui no Brasil a situação é também preocupante! 

ROMILDO GONÇALVES é biólogo professor pesquisador da UFMT/Seduc


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL