NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 25 de Junho de 2022

AMBIENTE
Sexta-feira, 15 de Abril de 2022, 14h:56

ÁREA RURAL

Governo proíbe queimadas em Mato Grosso a partir de julho

O documento foi assinado durante o lançamento do Plano Estadual de Combate aos Incêndios Florestais

Da Reportagem
Divulgação
Setembro de 2021 foi o mês de queimadas mais devastador da história no Pantanal

O governador Mauro Mendes (UB) assinou o decreto que prevê emergência ambiental, entre os meses de maio a novembro, e determina a proibição do uso de fogo para limpeza e manejo de áreas rurais, entre 1º de julho e 30 de outubro de 2022, em Mato Grosso.

O documento foi assinado durante o lançamento do Plano Estadual de Combate aos Incêndios Florestais, nesta semana.

Leia também:

Captura de animais silvestres na cidade aumenta em até 35%

Neste ano, a estratégia conta com R$ 60 milhões de investimento para aquisições e operações ambientais.

Ainda durante o lançamento, ocorreu a instalação do Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, a Exploração Florestal Ilegal e aos Incêndios Florestais (CEDIF-MT), que vai monitorar quinzenalmente as ações previstas.

"Iremos fazer uma forte e incisiva atuação contra os crimes ambientais, mostrando para aqueles que insistirem em praticar ilegalidades que eles terão, lamentavelmente, graves consequências", afirmou o governador, sobre a tolerância zero do Estado com quem realiza o desmatamento ilegal e queimadas.

Nos anos anteriores, boa parte dos recursos estruturam o Estado com aquisições de bens duráveis, como veículos, equipamentos de proteção, tecnologia de monitoramento e até uma aeronave.

Neste ano, mais da metade dos recursos, cerca de R$ 32 milhões, serão aplicados diretamente nas ações em campo de prevenção e combate ostensivo aos incêndios florestais.

Conforme o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Alessandro Borges, o objetivo é que as ações reduzam a área atingida por queimadas irregulares e incêndios.

"Já começamos o ano com um trabalho muito forte e preventivo, com a educação ambiental, o treinamento das brigadas rurais, o monitoramento, já para termos um impacto inicial neste período", afirmou o comandante.

Após este trabalho inicial, os Bombeiros estarão preparados para atuar no combate direto ao fogo. Vale lembrar que no perímetro urbano das cidades queimadas são proibidas o ano todo.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Os casos de infecção por Covid voltaram a crescer em Mato Grosso. De quem é a culpa?
Do Poder Público, que "liberou geral" quando a pandemia diminuiu
De parte da população, que desconsiderou a necessidade da vacinação
Da Saúde Pública, que não intensifica campanha de conscientização
Das prefeituras, que decretaram o fim da obrigatoriedade das máscaras
PARCIAL