NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 10 de Agosto de 2022

AGRONEGÓCIOS
Sábado, 14 de Maio de 2022, 08h:49

SAFRA 2021/22

MT demandou mais de R$ 23 bilhões em crédito rural

As cifras representam 39% de tudo que foi movimentado no Centro-Oeste, cerca de R$ 60,70 bilhões

MARIANNA PERES
Da Reportagem
Reprodução
Todas as regiões apresentaram aumento no valor do crédito concedido aos produtores rurais

Em dez meses do Plano Safra 2021/2022, Mato Grosso – maior produtor nacional de grãos e algodão – já demandou R$ 23,4 bilhões em crédito rural.

As cifras representam 39% de tudo que foi movimentado no Centro-Oeste, cerca de R$ 60,70 bilhões, distribuídos em quase 115 mil contratos.

No País, foram financiados R$ 230,2 bilhões, correspondendo a 1,5 milhão de contratos de crédito rural.

O número representa alta de 22% no valor da contratação em relação ao mesmo período da safra anterior.

Leia também:

Clima seco pode ter prejudicado algodão mato-grossense

Os números fazem parte do Balanço de Desempenho do Crédito Rural, divulgado pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Conforme dados do Mapa, o financiamento da safra atual no Centro-Oeste ficou assim dividido: Mato Grosso é o que contratou, representando 39% do total regional; na sequência está Goiás com 37% e Mato Grosso do Sul com 24% do total.

Do total desembolsado no País, no crédito rural no período de julho/2021 a abril/2022, foram destinados R$ 122,3 bilhões para custeio (19%) e R$ 65,3 bilhões para os investimentos (13%).

A comercialização teve alta de 51%, correspondendo a R$ 28 bilhões. Já a industrialização teve acréscimo de 42%, com desembolso de R$ 14,4 bilhões.

No que se refere aos desembolsos por região, o Norte tem se destacado com incremento de 35% no valor das contratações, correspondendo a R$ 17,6 bilhões.

O Sul contribuiu com R$ 75,9 bilhões (21%) e o Centro Oeste com R$ 60,7 bilhões das contratações, aumento de 16%.

Os produtores do Sudeste corresponderam a R$ 55,9 bilhões (25%) e o Nordeste com R$ 20 bilhões (23%).

As fontes de recursos mais representativas foram os Recursos Obrigatórios (R$ 48,4 bilhões e 27%), a Poupança Rural Controlada (R$ 47,6 bilhões e 17%) e a LCA (R$ 40,9 bilhões e 34%).

PLN 01/2022 – Aguarda sanção presidencial o PLN 01/2022, que destina R$ 868,49 milhões para o Plano Safra, aprovada pelo Congresso Nacional no último dia 28.

Os recursos irão atender financiamentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), e operações de custeio, de comercialização, e de investimento voltadas ao atendimento do Plano Safra 2021/2022.

Os recursos para o pagamento das equalizações aos agentes financeiros apresentam perspectivas favoráveis para que as operações de crédito rural voltem à normalidade.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Cuiabá flerta, cada vez mais, com o rebaixamento no Brasileirão. De quem é a culpa?
Do treinador
Da torcida
Dos cartolas
Dos jogadores
PARCIAL