NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
Primeira Página
Terça-feira, 28 de Agosto de 2018, 19h:11

Delação de Permínio gera discussão entre Janaína e Wilson

A homologação da delação premiada do ex-secretário de Educação Permínio Pinto gerou uma discussão entre os deputados estaduais Wilson Santos (PSDB) e Janaína Riva (MDB) durante a sessão desta terça-feira (28). Isto porque, a emedebista cobrou uma suposta aposta feita com o tucano acerca do esquema de desvio de dinheiro desbaratado por meio da Operação Rêmora. “O Wilson deve estar tendo um dia triste, porque ele é que tinha me desafiado a comprovar que teve ‘caixa 2’ e que os recursos teriam sido roubados da Seduc. Agora com a delação do Perminio, que é uma pessoa que ele sempre defendeu aqui como homem sério, probo, que inclusive ele quem indicou como secretário de educação, vamos ver se ele vai dizer que é o Permínio que mente, porque o Wilson muda de discurso conforme a comodidade dele, conforme o interesse dele. Eu não acredito que ele vá renunciar ao mandato, mas quanto ao desafio, a minha parte está cumprida”, ironizou a parlamentar. O parlamentar tucano, entretanto, afirma que não acredita no envolvimento do governador Pedro Taques neste esquema. “Eu não acredito nisto. Mesmo que esteja na delação, não acredito. Não é da natureza do Pedro isto”, defendeu Santos. Janaína foi mais além e ainda cobrou um posicionamento do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), e dos demais colegas de parlamento com relação às consecutivas delações envolvendo o governador. A deputada afirma que o Parlamento não pode ser cúmplice desses crimes e ficar inerte. “Os absurdos desse governo são tão grandes, que aquilo que foi desviado, roubado da Seduc pelo governador Pedro Taques e seus comparsas, já amplamente delatado pelo Cabo Gerson, Allan Maluf, Permínio Pinto e Giovani Guizard, está fazendo falta nas escolas que estão com as janelas quebradas, banheiros sem condições de uso, onde as crianças tem que brincar na terra porque não tem um parquinho pra elas, nas escolas que não têm um refeitório descente pras crianças fazerem as refeições, nas quadras sem condições de uso, nos repasses da merenda escolar atrasados, no transporte escolar e nas escolas caindo aos pedaços. Temos um governador que já foi delatado por quatro pessoas e acho preocupante a Assembleia se silenciar diante disso. Não podemos ser cúmplices do governador e seus comparsas”, declarou.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL