NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 08 de Agosto de 2020
Primeira Página
Segunda-feira, 25 de Junho de 2018, 19h:01

APOIO

Bezerra diz que MDB vai indicar vice de Wellington

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) deve indicar o vice na chapa encabeçada pelo senador Wellington Fagundes (PR), que irá disputar a eleição para Governo do Estado no pleito de outubro deste ano. Para o deputado federal Carlos Bezerra (MDB), o desempenho do partido nas últimas eleições garante a participação da legenda na majoritária. Diante disso, ele afirma que o partido de um cargo na majoritária, independente da coligação que será formada. O parlamentar ressalta que, uma eventual candidatura ao Senado Federal também está sendo levado em consideração pela sigla. “O MDB não abre mão de uma vaga na majoritária, ou a vice-governança ou uma vaga no senado, porque foi o partido com o maior número de votos da última eleição em Mato Grosso. Elegemos prefeitos das principais cidades como Barra do Garças, Primavera do Leste, Cuiabá, Tangará, Alta Floresta, Sinop, enfim, cidades importantes do Estado. Então, é justo e natural que o MDB tenha uma vaga na majoritária. Mas isso vai ser decidido só no mês que vem, depois que tiver bem definida a questão das candidaturas ao governo do estado”, defendeu Bezerra. Questionado sobre os possíveis nomes que a sigla poderia indicar como vice de Fagundes, o deputado se restringe a dizer que o partido possui nomes qualificados para ocupar a vaga. Nos bastidores, a conversa é que o partido está trabalhando o nome de ex-prefeito de Sinop Juarez Costa para compor como vice de Fagundes na chapa ao Governo do Estado. “O Juarez e um ótimo nome, mas nós temos vários nomes. Não entramos nessa discussão, porque não é o momento ainda. Isso vai ficar para o mês que vem”, acrescentou. Bezerra, entretanto, ressalta que também não está descartada a possibilidade de o próprio parlamentar vir a compor a chapa com candidato a senador. “São muito partidos na coligação, então não podemos pleitear duas vagas na majoritária. Ou é uma ou é outra. Isso vai depender do andamento das conversações. Eu poderei ser candidato ao senado, vai depender do desdobramento das conversações. Há por exemplo quem defensa que o vice seja da baixada cuiabana. Então vai depender do que vai acontecer daqui para frente”, explicou. Fagundes garante que a vaga do MDB na majoritária já está garantida. “Está garantido ao MDB a participação dentro da coligação”, referendou. (KA)

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL