NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
POLÍTICA
Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020, 17h:18

PALÁCIO ALENCASTRO

PSD articula nome para disputar a Prefeitura de Cuiabá

Ainda não há definição sobre candidato; Fávaro diz que disputa é imposição da cúpula nacional

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem
Divulgação
Fávaro pode perder o apoio do DEM, caso apoie Emanuel Pinheiro

A lista de partidos de olho no comando do Palácio Alencastro está aumentando a cada dia.

O Partido Social Democrático (PSD) deverá ter candidatura própria na Capital no pleito deste ano, marcado para 15 de novembro.

A informação é do senador Carlos Fávaro, presidente regional da legenda. 

De acordo com ele, o assunto já começou a ser debatido internamente, mas ainda não há nenhuma definição. Isto porque a candidatura majoritária em Cuiabá seria uma “imposição” da nacional. 

“O PSD é um partido forte no Estado de Mato Grosso. Nós temos uma determinação da nacional para que tenhamos candidatura própria nas capitais e nas cidades com mais de 100 mil eleitores, e estamos trabalhando isso em Cuiabá”, afirmou. 

O mais cotado para a disputa seria o empresário Júnior da Verdão, mas ele não se desincompatibilizou de suas funções dentro do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral. 

Desta forma, surgem como alternativas Irajá Lacerda, Geraldo Macedo e Lyssa, além do vereador Clebinho Borges, que se filiou a legenda neste ano, durante a janela partidária. 

ARTICULAÇÕES - O PSD é mais uma legenda que vem se articulando para a disputa na Capital.

Também estão de olho na cadeira ocupada pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) o DEMas, o PSD, So olidariedade, o Podemos e o Cidadania. 

Destes, três nomes já figuram como pré-candidatos. Trata-se do vereador Abílio Junior, pelo Podemos; do vereador Felipe Wellaton, representando o Cidadania; e a ex-chefe do Procon/MT, Gisela Simone, pelo Solidariedade. 

O DEM, por sua vez, deve se reunir, nesta semana, para definir o candidato que irá disputar a Prefeitura de Cuiabá.

Até o momento, a sigla tem três nomes: Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, Fábio Garcia, suplente de senador, e Marcelo Bussiki, vereador.  

Outros dois partidos que também não descartam participar do pleito deste ano são o PSDB, PV e PTB.

Todos fazem parte da base aliada do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), e aguardam uma definição do chefe do Executivo Municipal para poderem se organizar. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL