NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 19 de Janeiro de 2021
POLÍTICA
Domingo, 10 de Janeiro de 2021, 16h:00

ACOMODAÇÕES POLÍTICAS

PP domina secretariado de Emanuel, que leva derrotados para o staff

Partido Progressistas já levou cinco cargos no 1° escalão do segundo mandato do prefeito da Capital

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem
Secom/Prefeitura
Emanuel Pinheiro não cumpre palavra e leva derrotados na eleição de 2020 para o staff do Alencastro

Com cinco indicações, o Progressistas (PP) deve ser a agremiação com maior espaço na administração municipal no segundo mandato do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

A legenda já foi contemplada com três secretarias e ainda duas secretarias-adjuntas.  

Em Mato Grosso, o PP tem como principais líderes o ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e o deputado federal Neri Geller.

Para o presidente do partido em Cuiabá, deputado estadual Paulo Araújo, o chefe do Executivo Municipal está reconhecendo o apoio da sigla à sua reeleição. 

Para o parlamentar, o PP deve ser a legenda com maior representatividade no Palácio Alencastro, dentre os partidos que integram o arco de alianças em prol da reeleição do emedebista. 

“O PP talvez seja o partido com maior participação nesse novo mandato do prefeito Emanuel Pinheiro. Isso mostra o tamanho do PP, que, desde o primeiro momento, apoiou à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. Desde o primeiro momento, eu, como liderança do partido, manifestei apoio irrestrito à reeleição do prefeito Emanuel, inclusive, nos momentos mais difícil”, disse. 

Já fazem parte da “nova” equipe de Emanuel Pinheiro Francisco Vuolo, na Secretaria de Desenvolvimento Economico; Luis Cláudio, na Secretaria de Governo e acumulando a pasta da Cultura; Vanderlúcio Rodrigues, na Empresa Cuiabana de Limpeza Pública (limpurb); e Débora Marques como adjunta de Educação, e Silvia Andreato como adjunta de Obras Públicas. 

Além disso, a liderança do prefeito na Câmara de Cuiabá também ficou com o Progressistas, com o vereador Marcrean Santos.

“Essa união, essa força, se traduz em um reconhecimento público com essas indicações do prefeito”, completou Araújo.

Outras agremiações que também apoiaram o prefeito no pleito do ano passado, principalmente aquelas que não tiveram um bom desempenho na eleição proporcional, aguardam espaço na administração municipal.  

No total, o chefe do Executivo Municipal já anunciou oito nomes que integraram o seu staff a partir deste ano.

Além dos três progressistas já citados, também passarão a fazer parte do primeiro escalão municipal Edilene Machado, que continua à frente da Educação, assim como Antônio Roberto Possas de Carvalho, na Secretaria de Fazenda, e Zito Adrien, Secretaria de Planejamento. 

O vice-prefeito Roberto Stopa (PV), que, inicialmente, seria secretário de Educação será o responsável pela pasta de Obras Públicas.

Já a Secretaria da Mulher ficará a carga de Luciana Zamproni. 

Todos já faziam parte da administração municipal, não tendo nenhuma novidade e nem acomodações políticas.

Dentre os partidos que aguardam espaço, estão o PTB e PSDB. Ambos elegeram apenas um parlamentar no ano passado. 

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) garantiu a reeleição apenas do vereador Adevair Cabral.

O então presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão, e o ex-secretário Marcus Fabrício ficaram de fora, por conta do quociente eleitoral. 

Nos bastidores, a conversa era de que a legenda ficaria com duas secretarias: a de Obras e a d Serviços Urbanos, as quais já tiveram os seus membros anunciados. 

A agremiação tucana, ue na legislatura passada tinha uma das maiores bancadas no Parlamento Municipa,l com três vereadores, reelegeu apenas Renivaldo Nascimento, deixando Ricardo Saad e Toninho de Souza de fora.

O partido espera espaço para contemplar pelo menos um dos derrotados. 

No final do ano passado, Emanuel afirmou que não levaria para o seu staff vereadores derrotados.

A escolha de Luiz Cláudio para a Secretaria de Cultura mostra que o prefeito não está cumprindo a palavra.


2 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

APOLINARIO GENTILUSKNOV  12-01-2021 13:39:21
É obvio que esse Sujeito iria acalentar seus parceiros, senão que sentido teria a Politica, recheada de Toma-lá-dá-cá. Esses derrotados não foram aceitos pelo cidadão, mas servem aos propósitos do Pilantra chefe, qual seja: serão vassalos, já conhecidos e experimentados a custo baixo, sem qualquer vestígio de dignidade, "lambendo botas" sempre a disposição do seu senhorio para executar qualquer ordem que seja sem questionamento. TOMA ELEITOR "CONSERVADOR" [PARA NAO DIZER IDIOTA].

Responder

0
0
Wilson  10-01-2021 18:25:44
Político cumprindo palavra? Me engana que eu gosto!

Responder

0
0



ENQUETE
Qual deve ser a prioridade do 2º mandato do prefeito Emanuel Pinheiro?
Melhorar o transporte coletivo
Tornar a Saúde Pública acessível a todos
Ampliar a Assistência Social
Educação para todos
PARCIAL