NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020
POLÍTICA
Terça-feira, 27 de Agosto de 2019, 09h:13

CÂMARA

Misael define esta semana novos membros de CPI do Paletó

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PSB) terá que definir no decorrer desta semana os novos membros da chamada Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, que investiga o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Assim que for notificado, o socialista deverá anunciar os novos componentes.
Isto se dá em decorrência da decisão do juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada de Fazenda Pública, que acatou um mandado de segurança apresentado pelo vereador Diego Guimarães (PP) no ano passado, no qual alegava que a CPI possuía irregularidades em sua composição.
O progressista argumentou que houve uma manobra da base governista com o intuito de tomar o controle das investigações. As alegações do parlamentar se devem ao fato de os vereadores governistas terem conseguido inserir suas assinaturas no requerimento que deu origem a CPI, posteriormente ao protocolo para que pudessem constar formalmente como subscritores.
A CPI foi instaurada com as assinaturas dos vereadores Sargento Joelson (PSC), Toninho de Souza (PSD), Felipe Wellatom (PV), Diego Guimaraes (PP), Marcelo Bussiki (PSB), Gilberto Figueiredo (PSB), Abílio Junior (PSC), Dilemário Alencar (PROS) e Elizeu Nascimento (PSDC). No total, o requerimento recebeu nove assinaturas, número mínimo exigido pelo Regimento Interno da Casa de Leis.
Após ter sido protocolada junto a Mesa Diretora, entretanto, diversos parlamentares da base também resolveram assinar o requerimento para fazer parte da condução dos trabalhos, fato que gerou este imbróglio judicial.
Por conta disso, os trabalhos da Comissão ficaram suspensos por mais de um ano. Com esta nova decisão, a CPI poderá ser retomada assim que o presidente do Parlamento Municipal definir os novos membros.
Vale acrescentar que, os novos componentes devem ser escolhidos dentro dos nove primeiros nomes a assinar o requerimento. Desta forma, Misael terá que escolher entre sete vereadores, já que Gilberto Figueiredo (PSB) está licenciado do cargo no comando da Secretaria de Saúde de Mato Grosso, e Elizeu Nascimento (PSDC) renunciou ao mandato para assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa.
A presidência deve permanecer sob os cuidados de Bussiki. Diante disso, devem ser alterados apenas o relator e o membro titular da Comissão.
A CPI contra o prefeito foi instaurada em novembro de 2017 a fim de apurar suposto recebimento de vantagens indevidas por parte de Pinheiro á época em que exercia o mandato de deputado estadual.

A investigação é reflexo de um vídeo, no qual o peemedebista aparece recebendo maços de dinheiro das mãos do ex-chefe de gabinete de Silval. Conforme a delação premiada do ex-governador, o dinheiro era um tipo de mensalinho pago aos parlamentares durante a sua gestão em troca de apoio na Assembleia Legislativa.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL