NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020
POLÍTICA
Sábado, 12 de Setembro de 2020, 10h:13

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Ex-governador entra na disputa por vaga no Senado em MT

O ex-tucano Pedro Taques convenceu a cúpula do Solidariedade a a provar seu nome para a disputa

KAMILA ARRUDA
GCom-MT
Ex-governador Pedro Taques, que ficou sem espaços no PSDB e agora está no Solidariedade

O ex-governador Pedro Taques (SD) conseguiu convencer a Executiva Estadual do Solidariedade sobre a viabilidade de seu nome, e passa a ser um fato novo na eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso.

A pré-candidatura de Taques foi confirmada pelo presidente regional da legenda, deputado federal Leonardo Albuquerque. “Ele é pré-candidato, sim”, afirmou. 

O convencimento dos membros do diretório estadual se deu por meio de uma pesquisa espontânea, contratada pela agremiação, a qual apontou um grande potencial de votos do ex-chefe do Executivo Estadual.

Com isso, Taques já estava se articulando nos bastidores, a fim de cooptar apoio a sua candidatura, e agora intensifica as negociações para chegar na convenção com sua chapa completa.  

O Solidariedade realiza a sua convenção partidária no próximo dia 16, data-limite conforme calendário eleitoral deste ano.

“Estamos em conversações. Como é um fato novo, tudo está sendo discutido nesse momento”, disse o deputado.

Antes do adiamento da eleição suplementar, Taques chegou ensaiar candidatura dentro do PSDB, mas acabou sendo preterido pelo ex-deputado federal Nilson Leitão.  

Ele, então, se desfiliou da sigla tucana e migrou para o Solidariedade, que tem como principais lideranças o deputado Dr. Leonardo e o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio. 

Taques já foi senador por quatro anos.

Ele foi eleito em 2010, logo quando deixou o MInistério Público Federal.

Em 2014, deixou o cargo para concorrer ao Governo de Mato Grosso.

Saiu desgastado da administração estadual, principalmente pelos embates com os servidores públicos, relacionado ao atraso de pagamentos e de salários. 


2 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Wilton  12-09-2020 14:59:56
Voto no taques

Responder

2
0
Irzair Ciro Correa   12-09-2020 10:53:30
Bons tempos quando ele era governador. Enrolava, embromava, mas pagava os servidores públicos do executivo. Agora com MM somos tratados pior que cocô do cavalo do bandido. Boa sorte Pedro Malvadeza. Ah e aproveita e chama José Medeiros para suplente, mas cuidado com as atas da convenção.

Responder

1
0



ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL