NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 12 de Julho de 2020
POLÍCIA
Sábado, 30 de Maio de 2020, 10h:30

VIOLÊNCIA SEM FIM

Vendedor de picolé de 65 anos é espancado e roubado em Cuiabá

O crime aconteceu na noite de quinta (28), na Avenida Senador Metelo, no bairro do Porto, na Capital

TÉO GOMES
Da Reportagem
PMMT
A PM registrou a ocorrência em Tangará, mas não encontrou pistas do autor do crime

Policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá estão atrás de dois bandidos que, por muito pouco, não matam um vendedor de picolés.

O trabalhador, que tem 65 anos, foi brutalmente espancado e roubado.

A vítima, que não teve o nome divulgado, levou muitos chutes, principalmente no estômago, nas costas e na boca, onde também foi atingido com muitos socos por dois ladrões.

Os bandidos roubaram todo o dinheiro o picolezeiro, mais de R$ 250, além de um aparelho celular, e até uma quantidade de carne que ele havia comprado para alimentar a mãe, uma idosa.

O assalto seguido de lesão corporal grave aconteceu na noite de quinta-feira (28), quando o idoso voltava da empresa onde ele compra picolé para revender, na Avenida Senador Metelo, no bairro do Porto, em Cuiabá.

O homem recamou da falta de humanidade de certas pessoas.

Ele contou que, quando estava sendo espancado, gritava por socorro, mas as pessoas que passavam ao lado dele não tomaram nenhuma providência.

Após o roubo e a agressão que sofreu, a vítima foi jogada ao solo, onde ficou por várias horas, até conseguir se levantar, já na madrugada de sexta-feira (29), quando acionou a Polícia Militar e foi socorrida.

No Boletim de Ocorrência (BO) da Polícia Militar, o trabahador narra os fatos ao ser encontrado com muitas dores e chorando: “Veio dois caras e me socaram uma bicuda. Eu pedi socorro para todo mundo e ninguém me deu socorro. Me deu bicuda na costela e na boca do meu estômago”.

A Polícia Militar fez buscas pela região, mas não conseguiu pistas dos dois ladrões.

O caso já está sendo investigado por policiais da Derf.

AJUDA - Os irmãos da vítima, que moram Rua Viela, 90, número 34, bairro Santa Isabel, em Cuiabá, estão pedindo ajuda.

As doações podem ser feitas pelos telefones 993584361 e 993067075.

Ou, até mesmo, na casa da família, que ficou sem renda após o roubo e as agressões.


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

José Pinto  30-05-2020 11:56:09
Esses polícia do porto é tudo bosta!!!

Responder

0
0



ENQUETE
O que você acha da decisão da CPI do Paletó de pedir o afastamento do prefeito?
Ele tem que ser afastado
Ele tem que ser cassado
Ele é inocente
Tanto faz
PARCIAL