NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020
POLÍCIA
Sábado, 21 de Novembro de 2020, 14h:26

GOLPE MILIONÁRIO

PRF e PM prendem golpistas e apreendem mais de R$ 1 milhão

As prisões e a apreensão de duas caixas lotadas com cédulas de R$ 50 e R$ 100 aconteceram em Várzea Grande

TÉO GOMES
Da Reportagem
4º BPM/PMMT
localizaram R$ 1 milhão, em notas de R$ 50 e R$ 10

As Forças de Segurança de Mato Grosso apreenderam duas caixas cheias de dinheiro,totalizando mais de R$ 1 milhão, e prenderam dois golpistas em flagrante.

As prisões e a apreensão de duas caixas lotadas com cédulas de R$ 50 e R$ 100 aconteceram na tarde de sexta-feira (20).

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar, numa operação conjunta, na Rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande, prenderam dois homens, de 49 e 45 anos.

Dentro do carro deles,  um veículo GM Cruze prata, que estava à caminho de Goiânia (GO), os policiais descobriram duas caixas de papelão cheias de dinheiro.

Levadas para a Polícia Civil para novas investigações, os acusados confessaram que haviam acabado de aplicar um golpe em um empresário, em São José do Rio Claro (296 km ao Norte de Cuiabá).

A vítimai compareceu na delegacia,  acompanhou a contagem das notas.

Ele contou que foi enganado pelos dois homens, sob falsa promessa de concessão de equipamentos de fibra óptica, decorrente de um leilão de produtos apreendidos pela Receita Federal.

O empresário destacou que o dinheiro foi praticamente furtado.

Segundo a vítima, durante as negociações, em sua residência, em momento de descuido, as duas caixas com dinheiro foram levadas sem a sua autorização.

SUBORNO - Conforme narrativa dos policiais, registrada no Boletim de Ocorrência (BO), a vítima declarou que o dinheiro era para pagar produtos e equipes de fibra ótica adquiridos em um leilão da Receita Federal.

E, ainda, que os suspeitos detidos teriam se passado por servidores da Receita para marcar uma reunião com a vítima para aplicar o golpe.

Durante a abordagem, os detidos ainda tentaram assediá-los, dizendo que só precisavam de R$ 100 mil e oferecendo R$ 900 mil para que os liberassem sem condução à delegacia.

Na Central de Plantão de Várzea Grande, onde suspeitos e vítima se encontraram, os policiais militares formalizaram o registro da ocorrência e fizeram a contagem nas notas.

Deixaram o dinheiro, o carro usado no transporte e os suspeitos sob a responsabilidade do delegado plantonista para demais medidas legais.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que o Cuiabá Esporte Clube tem chance de acesso à Série A do Brasileirão?
Sim
Não
Ainda falta estrutura
Precisa investir no elenco
PARCIAL