NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 24 de Janeiro de 2021
POLÍCIA
Sábado, 09 de Janeiro de 2021, 18h:17

RAVE & REVOLTA

PM acaba festa com mais de 400 pessoas e tem a base depredada

Rave era clandestina, em um bar, onde pessoas bebiam e faziam algazarra, a maioria sem máscara

TÉO GOMES
Da Reportagem
PMMT
Os policiais militares reagiram à tentativa de depredação da base

A Polícia Militar teve que usar balas de borrachas para conter a fúria de mais de 400 pessoas em uma festa clandestina, na Capital.

E também teve que enfrentar ainda três homens que tentaram invadir e quebrar a base do bairro Três Barras, depois que os policiais acabaram com a movimentação.

As mais de 400 pessoas, segundo a Polícia Militar, estavam participando de uma rave clandestina em um bar, bebendo e fazendo algazarra, a maioria sem máscara, no bairro.

Os três homens, que não tiveram seus nomes e idades divulgados, chegaram a quebrar o portão da frente da base da PM, na madrugada deste sábado (9).

Quando os policiais chegaram onde estava acontecendo a festa com aglomeração e as pessoas sem um mínimo de proteção, eles foram recebidos a pedradas e garrafadas.

Para conter a fúria dos revoltados, os policiais tiveram que usar bala de borracha e tiros de arma letal para o ar.

Mesmo assim, a PM teve que pedir reforço, pois os policiais corriam risco.

Desgarrados da festa, os três homens correram para a base da PM, que, outra vez, teve que usar bala de borracha.

Os três homens pareciam estar transtornados, segundo o registro policial.

Um dos homens levou um tiro de borracha nas costas e teve que ser levado, primeiro, à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Morado do Ouro, para depois ser transferido para a Central de Flagrantes.


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Maxwell  10-01-2021 02:30:09
O que pode explicar a falta de êxito no combate ao coronavírus no Brasil é a junção de dois fatores: 1) O descaso e a incompetências de muitos governantes, em destaque o presidente da república; 2) a não adesão por parte da população às mediadas de prevenção. Ou seja, o que de fato se mostra combatente, até o momento, à Covid-19 que são as ações efetivas de prevenção adotadas pelos gestores públicos visando a proteção da população, bem como, a conscientização por parte de cada indivíduo em seguir as orientações preconizadas pelas autoridades de saúde, não é observado e por conseguinte temos um número grande de infectados e de mortos.

Responder

0
0



ENQUETE
Qual deve ser a prioridade do 2º mandato do prefeito Emanuel Pinheiro?
Melhorar o transporte coletivo
Tornar a Saúde Pública acessível a todos
Ampliar a Assistência Social
Educação para todos
PARCIAL