NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
POLÍCIA
Sábado, 20 de Janeiro de 2018, 06h:31

EXECUÇÃO EM COLNIZA

MPE notifica novo prefeito a cancelar contrato com médica

O contrato administrativo relacionado à prestação de serviços clínicos envolvendo a médica Yana Fois Coelho Alvarenga, presa por ter participado na execução do prefeito de Colniza, distante a 1.114 quilômetros de Cuiabá, Esvandir Antonio Mendes, deve ser cancelado nos próximos dias. Na segunda-feira (08), o Ministério Público do Estado, notificou o novo prefeito para dar encerramento ao processo. A morte foi registrada no dia 15 de dezembro do ano passado. Conforme o documento, antes de ser assassinado, Esvandir informou para o MPE, que não assinaria contrato envolvendo a médica no Legislativo Municipal e, sim convocaria servidores concursados. Nos autos da Ação Civil, proposta pelo MPE, também já existe uma liminar que proíbe a contratação temporária em detrimento da regra constitucional para realização do concurso público. A médica participou do concurso, porém, ela foi desclassificada do certame. CASO - Na decisão do juiz Ricardo Nicolino de Castro, ele afirmou que dois dos acusados de matar o prefeito, passavam por necessidade financeira, e, por isso, toparam cometer o crime. No documento, o magistrado afirma que Wellison Brito Silva e Zenilton Xavier estavam em uma situação complicada nas finanças, e, por isso, cada um aceitou receber R$ 10 mil. A informação foi colhida pelo juiz, que também decretou a prisão preventiva da médica Yana Foles Coelho Alvarenga. Segundo apontaram as investigações, ela e o marido, o empresário Antônio Pereira Rodrigues Neto, contrataram os executores. Quando morreu, o prefeito conduzia uma Toyota SW4 preta. Ele foi interceptado pelos criminosos, em um veículo SUV, preto, a cerca de sete quilômetros da entrada da cidade. O veículo foi ao encontro da caminhonete, momento que foram efetuados vários disparos contra o prefeito Esvandir que ainda conseguiu dirigir, mas acabou morrendo no perímetro urbano, na BR 174, esquina com a Rua 7 de Setembro. (RA)

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL