NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020
POLÍCIA
Terça-feira, 28 de Julho de 2020, 14h:07

MATANÇA DE MULHERES

Homem executa mulher com 14 tiros de pistola

Micaelen Santos Lima, de 28 anos, foi morta a tiros de pistola na cidade Aripuanã

TÉO GOMES
Da Reportagem

Um homem descarregou uma pistola contra uma mulher, executada com 14 tiros. O crime aconteceu na noite de domingo (26), mas o caso só veio à tona na noite desta segunda-feira (27).

A jovem Micaelen Santos Lima, de 28 anos, foi morta a tiros de pistola na cidade Aripuanã (1.002 km a Noroeste de Cuiabá) no início da noite de domingo.

Segundo a Polícias Civil e Militar local, o principal acusado de matar Micaelen é o marido dela, que sumiu após mais um crime brutal contra uma mulher.

A vítima, segundo testemunhas contaram à Polícia Civil, era constantemente agredida e ameaçada de morte pelo marido José Renato Pires de Freitas, de 49 anos.

Ciumento, José Renato não escondia de ninguém que era um homem violento e que mataria a mulher a qualquer momento por não suportar nem vê-la perto de alguém, quando mais conversar.

Micaelen foi executada ´dentro da casa do sítio da família com 14 tiros que a atingiram na barriga, na cabeça, principalmente, na cabeça, braços e nas mãos.

Antes de sumir após matar a mulher, o assassino levou o filho de dois anos para a casa de uma outra filha dele. A Polícia Militar fez buscas, mas não conseguiu pistas do assassino.

O corpo foi liberado pela Polícia Civil do local do crime para o Instituto Médico Legal (IML). Os policiais iniciaram as investigações, e podem representar pela prisão preventiva do acusado a qualquer momento.

A reportagem do DIÁRIO levantou não oficialmente, que ao menos 30 mulheres já foram assassinadas em Mato Grosso entre janeiro e 28 de julho deste ano. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL