NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020
POLÍCIA
Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020, 15h:09

VIOLÊNCIA

Grande Cuiabá e interior de Mato Grosso tem final de semana de muito sangue

Mortes violentas por acidentes de trânsito e assassinatos por facadas e tiros marcaram o final de semana em Cuiabá, Várzea Grande e pelo interior do Estado. A violência começou no sábado, 25, e se estendeu pelo domingo, 26. Em um dos casos, na Capital, a execução de Adriano Silva Albuquerque de Amorim, de 30 anos, prova e comprova que a "lei dos presídios" são cumpridas ao pé da letra. Ele teria namorado a mulher de um presidiário e ficou marcado para morrer. Duas pessoas foram assassinadas e três foram baleadas, duas delas ainda hospitalizadas com risco de morte em pontos diferentes da cidade de Primavera do Leste (Sul, a 250 quilômetros de Cuiabá na noite deste domingo, 26. Uma das vítimas, segundo a Polícia Militar (PM), foi executada na porta de um bar com pelo menos três tiros na cabeça. O crime de homicídio, segundo a PM, foi o primeiro caso registrado por volta das 20 horas na porta do Bar da Morena, no bairro Centro Leste de Primavera. Segundo a Polícia, pelo menos dois homens chegaram armados, invadiram o local e começaram a atirar contra três pessoas. As três foram baleadas, mas uma morreu na hora. Um segunda ainda chegou a ser socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), mas também não resistiu aos graves ferimento e foi a óbito logo em seguida. Uma terceira vítima segue hospitalizada, mas seu estado de saúde ainda não foi informado. MAIS VIOLÊNCIA - Em menos de uma hora depois, ainda em Primavera do leste, a Polícia Militar foi acionada para atender outra ocorrência de tiros. Dois jovens com idades, um de 22 anos, e outro de 25, foram baleados por dois homens que fugiram do local em uma moto. As vítimas que não tiveram seus nomes divulgados, segue internada na UPA. Uma dela em estado muito grave por que levou ao menos três tiros na cabeça. LEI CUMPRIDA – Policiais da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), já estão de posse de um vídeo que mostra o exato momento em que Adriano Silva Albuquerque de Amorim, de 30 anos é executado no bairro Morada da Serra (CPA-4), em Cuiabá. Os matadores levaram apenas seis segundos entre descer de uma moto, encostar no carro de Adriano e disparar vários tiros. Adriano, segundo a Polícia Militar, morreu na hora. As primeiras investigações apontam para um caso passional. A vítima teria ou estaria tendo um caso com a mulher de um preso. "Essa é uma das lei dos presídio. Com mulher de preso nãos e mexe. Mexeu, tá morto", comenta um policial


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL