NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020
POLÍCIA
Domingo, 25 de Outubro de 2020, 14h:30

VIOLÊNCIA SEM CONTROLE

Em MT, 70 mulheres mortas em 9 meses; 45 vítimas de feminicídio

Em todo o ano passado, segundo dados da Sesp, 67 mulheres foram assassinadas, incluindo-se os feminicídios

TÉO GOMES
Da Reportagem
Reprodução
No total de mulheres mortas neste ano, os números já chegaram 70 assassinatos em Mato Grosso

A violência contra as mulheres, principalmente nos casos de feminicídios, aumentou 36% neste ano, em relação ao mesmo período em 2019, em Mato Grosso.

No total de mulheres mortas neste ano, os números já chegaram 70 asssassinatos, sendo 45 feminicídios e mais 25 mortes por outros motivos.

No ano passado, maridos, namorados ou ficantes mataram 33 mulheres. Nste ano, de janeiro a setembro, os números subiram para 45, um acréscimo significativo de 36%

Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), por meio da Superintendência do Observatório de Segurança Pública.

Já os números de mulheres mortas por outros motivos, que não seja por serem mulheres, diminui 26%.

No ano passado, 34 mulheres foram mortas, contra 25 assassinatos neste ano, em todo o Estado.

Em todo o ano passado, segundo dados da Sesp, 67 mulheres foram assassinadas, incluindo-se os feminicídios.

Neste ano, em nove meses, 70 mulheres já foram mortas, o que significa um acréscimo de 4% em 2020 em relação a 2109.

As tentativas de homicídios de mulheres também apresentaram redução de 20%.

Neste ano, houve 174 casos e, em 2019, o número chegou a 218 ocorrências registradas.

Entre os principais crimes praticados contra vítimas femininas entre 18 e 59 anos, constam a ameaça, com 13.277 ocorrências; lesão corporal, com 6.974 registros; injúria, com 3.703; difamação, com 1.878 e calúnia, com 1.111 casos. Todos estes índices apresentaram redução, variando de 9% no caso de lesão corporal até 25%, no caso de difamação.

O número de estupros teve pouca alteração no comparativo com o mesmo período do ano anterior.

Neste ano, 292 estupros foram registrados no Estado, índice 1% maior do que 2019, quando tiveram 288 ocorrências desta natureza.

VOCÊ PODE DENUNCIAR  - Para registrar qualquer denúncia de violência contra a mulher, basta ligar para os prefixos 190, 197, 180 e 181.

Vale lembrar que todas as denúncias são sigilosas.

Além disso, as denúncias também podem ser registradas presencialmente nas delegacias (PJC-MT) de Mato Grosso.

Em Cuiabá, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher funciona na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro-Sul.

Cuiabá também dispõe de um Plantão 24h para vítimas de violência doméstica e sexual. A unidade está instalada no bairro Planalto, anexo ao prédio da 2ª Delegacia da Capital.

Já em Várzea Grande, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso funciona na Rua Almirante Barroso, 298, Centro Sul (próximo do Terminal André Maggi).


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que o Cuiabá Esporte Clube tem chance de acesso à Série A do Brasileirão?
Sim
Não
Ainda falta estrutura
Precisa investir no elenco
PARCIAL