Domingo, 21 de abril de 2019 Edição nº 14982 23/05/2018  













Afiado

Eder Moraes, o ex-quase-tudo nos governos Silval Barbosa e Blairo Maggi, foi o entrevistado de Edivaldo Ribeiro, no site “O Bom da Notícia”. E, como de costume, mostrou que continua com a língua afiada.



Alvo

Desta vez, o ex-secretário apontou a sua metralhadora verborrágica para todos os lados do Ministério Público do Estado. Destilou várias acusações contra membros da instituição.



Bronca

A bronca de Eder Moraes com o MPE, agora, é por causa de terem incluido sua esposa e filho no “rolo” do Detran-MT, apurado na Operação Bereré. Segundo ele, “é tudo perseguição”.



Democracia

Quem não gostou nada das declarações foi o procurador Paulo Prado, que, inclusive, reclamou do espaço que a mídia dá para Eder. Convenhamos, numa democracia, a mídia dá espaço para quem quiser! Lê, também, quem quer.

Segurança

Magoada, a juíza Selma Arruda vai recorrer da decisão do TJMT, que suspendeu sua escolta armada. A magistrada alega que o mesmo benefício é garantido, por exemplo, ao juiz federal Odilon de Oliveira, de Mato Grosso do Sul.

Quem é

Odilon se destacou pelo combate ao crime organizado na fronteira com o Paraguai, em Ponta Porã (MS). Ganhou fama por prender centenas de traficantes de drogas. Hoje, vive sob forte escolta de policiais federais.

Toga e palanque

Selma ficou famosa por mandar prender o ex-governador Silval Barbosa e o ex-deputado José Riva, citados como mafiosos. Ela disputará uma vaga no Senado pelo PSL. Odilon mira o Governo de MS pelo PDT.

Articulação

Vereadores que fazem oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) articulam para eleger Misael Galvão (PSB) o próximo presidente da Casa dos Horrores, vulgo Câmara Municipal de Cuiabá.

Desagregador

A oposição tenta atrair alguns vereadores da base de sustentação de Emanuel, descontentes com o atual presidente, Justino Malheiros (PV). Misael é o patrono do Shopping dos Camelôs.

“Ameaça”

Segundo o site Hipernotícias, Malheiros não gostou dessa articulação e “ameaçou” se candidatar a deputado federal. Será que o país corre o risco de ter uma Casa dos Horrores no Planalto Central?

............

Terra de ninguém

Segundo o CNJ, seis em cada mil magistrados estão sob ameaça no Brasil. Os riscos são maiores para os juízes de 1ª Instância. Um dos casos é do juiz João Humberto Cesário, de São Félix do Araguaia: foi escoltado pela PM e saiu com a família da cidade, após ameaças veladas de um fazendeiro, acusado de trabalho escravo. Ao jornal O Estado de São Paulo, ele disse: “Nessa região, os poderosos não estão acostumados a serem incomodados pelo Estado”.

............

“De jeito nenhum”

Dos 801 eleitores ouvidos pelo instituto Voice, 26,2% afirmaram que não votariam “de jeito nenhum” no governador Pedro Taques (PSDB). Na segunda colocação, aparece Jaime Campos (DEM), como 6,7% de rejeição.

Números

Segundo o Voice, a pesquisa foi feita em 30 municípios, entre os dias 3 e 7. Os demais “rejeitados” são: Wellington Fagundes (PR), com 5,9%; Mauro Mendes (DEM), 5,7%; Otaviano Pivetta (PDT), 4,9%; e Procurador Mauro (PSOL), 3,6%.

No muro

Com 19,5% das intenções para o Governo, segundo pesquisa Voice, Mauro Mendes (DEM) se disse “satisfeito” com o resultado. Mas, pra variar, o ex-prefeito ainda faz mistério sobre uma eventual candidatura.

Voto conservador

Os presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Geraldo Alckmin (PSDB) estão disputando o “homem do campo”. Nessa disputa, vale defender a criminalização do MST, como faz Bolsonaro, e a de uso de arma no campo, como fazem ambos.



Caiu

No meio cultural, era dado como certo que um dia a casa iria cair. E, pelo jeito, foi ontem. O Gaeco realizou ontem uma operação em que o principal alvo é a empresa Casa de Guimarães.



Cultura

A investigação busca descobrir se houve desvio de recursos públicos em contratos firmados entre a Casa de Guimarães e o Governo do Estado de Mato Grosso, entre os anos de 2011 a 2018.

Penduricalho

Registro policial. O meliante Diogo Moreira foi preso no Porto e a Polícia descobriu que ele deixava a tornozeleira em casa para praticar crimes nas ruas. O equipamento, cujo uso se banalizou, virou um penduricalho.


Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

19:03 MT tenta renegociação com banco
19:03 Taques pede tranquilidade aos servidores públicos
19:03 TJ deve analisar hoje HC de Mauro Savi
19:02 Sindicato pressiona TJ por ação no STF
19:02


17:32 BOA DISSONANTE
17:32 PT: Lula é oportunidade para reencontrar a democracia
17:31 Endurecer a lei contra o crime
17:29 Ateu, graças a Deus!
17:29 Dom Lula e as universidades
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°
TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018