Quinta feira, 27 de abril de 2017 Edição nº 14722 27/04/2017  












Livre

O deputado federal Victório Galli (PSC), líder do Bolsonaro e sua turma na Câmara, esta livre para manifestar seu ‘amor’ pela turma dos gays, lésbicas, bissexuais ou transgêneros (GLBT).



Decisão

A juíza Célia Regina Vidotti, da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular, não aceitou a ação proposta pela Defensoria Pública que impedia o parlamentar de se manifestar contra os GLBT.



Democracia

Como vivemos em uma democracia, a decisão da juíza é correta. Galli tem liberdade para se manifestar, por mais estapafúrdia que seja as ideias retrogradas que ele defende. Viva a democracia!



Paralisação

A adesão à paralisação nacional em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência Social e a Lei da Terceirização, na sexta-feira, deve levar 40 mil pessoas às ruas de Cuiabá.



Adesão

A previsão é das centrais sindicais, que esperam a adesão de 19 setores em Mato Grosso. A greve deve parar ônibus, bancos e escolas públicas. No país a estimativa é de 40 milhões de trabalhadores parados.



Parque 1

O presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires de Miranda, apresentou ao governador Pedro Taques o projeto arquitetônico do novo Parque de Exposições Senador Jonas Pinheiro.



Parque 2

Taques gostou do que viu. Principalmente por que o projeto contempla a revitalização daquela área próxima ao rio Cuiabá. A ideia de Jorge Pires de Miranda é levar as famílias para dentro do parque.



Disputa

Os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande, Emanuel Pinheiro e Lucimar Campos, respectivamente, estão travando uma batalha particular para ver que paga primeiro o servidor público.



Depósito

Com a Greve Geral marcada para sexta-feira, Emanuel Pinheiro antecipou para hoje o pagamento dos servidores de Cuiabá. Lucimar Campos disse que amanhã o dinheiro estará na conta dos servidores de VG.



Companheiro

O deputado Eduardo Botelho, presidente da AL, ficou com a base do governo ontem durante a votação da emenda que atrapalharia a retomada das obras do VLT. A emenda foi rejeitada.



........

Acidente ?

Pela segunda vez em poucos meses, o presidente Michel Temer utiliza a palavra "acidente" para definir ocorrências que nada têm de acidentais — e que certamente mereciam uma interpretação mais realista do comandante do país. Em janeiro, ele disse que o massacre de 60 presos numa cadeia de Manaus foi "um acidente pavoroso". Na ocasião, depois de receber muitas críticas pela escorregadela verbal, ainda tentou justificar o equívoco, publicando numa rede social vários sinônimos para a palavra mal empregada.



Investidores

Agora, em entrevista concedida à agência espanhola Efe no último sábado, Temer assegurou que investidores nacionais e estrangeiros não vão parar de investir porque houve "um acidente desta ou daquela natureza, uma deleção de alguém".



Corrupção

Ora, a corrupção não é um acidente. As delações da Odebrecht e todas as demais conhecidas no contexto da Operação Lava-Jato nada têm de acidentais.



Condutas

Resultam, acima de tudo, de condutas voluntárias de governantes, parlamentares e empresários responsáveis pela maior roubalheira de dinheiro público de que se tem notícia no país.



Governabilidade

Os investidores estrangeiros e também os nacionais certamente se preocupam com isso, sim, até mesmo porque a própria governabilidade está ameaçada pelas investigações.



Combate

Se há algo que não pode ser minimizado neste confuso país é essa operação de combate à corrupção. O Brasil precisa, sim, dos investimentos que ajudarão nossa combalida economia a se recuperar.



Contribuição

O governo Temer está dando uma contribuição importante neste sentido, com uma equipe econômica competente e bem intencionada, que vem fazendo um grande esforço para não ser contaminada pelas mazelas políticas.



Inadequada

Nesse contexto, a palavra acidente – dita pelo presidente da República - soa totalmente inadequada, por mais sinônimos que se procure para justificá-la.


Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

19:47 Dólar fecha no maior nível desde março por ‘receios’
19:46 Juro do rotativo sobe para 490,3% Da Agência Estado – Brasília
19:46 Endividamento das famílias caiu a 41,8% em fevereiro
19:46 Comércio não vai aderir à paralisação de sexta-feira
19:45 Saldo de devoluções supera o do país


19:24 Rafael Cotrim assume Educação
19:24 PTB na contramão da Nacional
19:23 Líder do governo pede para conselheiro deixar palanque
19:23 Relatório finalmente é aprovado na AL
19:23 MP faz ato em defesa da manutenção de parque
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°
TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015