Diario de Cuiabá

Quinta-feira, 26 de Março de 2020, 00h:00

Secretários estaduais de saúde se dizem estarrecidos e que Bolsonaro dificulta luta contra Covid-19

Os secretários de estaduais de saúde do Brasil se manifestaram após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (24). O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo é um dos signatários da carta.

Na ocasião, o presidente se referiu ao coronavírus como uma 'gripezinha, um resfriadozinho' e criticou a quarentena imposta por governadores.

"Assistimos estarrecidos ao pronunciamento em cadeia nacional. É preciso demonstrar ao Brasil as suas consequências e a necessidade de que a população perceba a gravidade do momento que estamos vivendo", diz trecho da carta.

Os secretários afiram que seguem recomendações do Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde) e do Ministério da Saúde que 'têm se baseado em evidências científicas'.

"Temos plena consciência de que o Brasil e o mundo irá enfrentar uma grave recessão econômica, aprofundamento das desigualdades sociais e empobrecimento. A economia, com trabalho, disciplina, organização e espírito público, se recuperará. Seremos solidários e trabalharemos sem descanso para permitir uma rápida recuperação da nossa economia. Mas é preciso que se entenda, vidas perdidas, não serão recuperadas jamais", diz a carta, que encerra com a #ficaemcasa.


Fonte: Diario de Cuiabá

Visite o website: www.diariodecuiaba.com.br