NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 06 de Agosto de 2020
ILUSTRADO
Segunda-feira, 06 de Julho de 2020, 19h:47

C|ELEBRIDADES

Maria Rita diz que "estão brincando com a democracia" e afirma que não pode se calar

"Sei quantas pessoas morreram pra gente estar aqui e ter esse monte de louco brincando com a democracia"

Da Folhapress - São Paulo
Maria Rita

A cantora Maria Rita, 42, que costuma ser bastante ativa no Twitter, disse que não consegue se calar diante da atual situação do Brasil e que tem uma responsabilidade familiar, mesmo ancestral ao fazer isso. "Sei quantas pessoas morreram pra gente estar aqui e ter esse monte de louco brincando com a democracia", afirma.
Em entrevista ao canal do YouTube Papo de Música, a artista falou que sente uma mistura de angústia, raiva e sufocamento diante dos recentes acontecimento políticos. "Acho que mais hora ou menos hora o bicho vai pegar. Por isso, a gente precisa estar forte. Atento e forte. Atento porque estão brincando com a democracia, jogando com palavras, palavra é uma coisa muito forte."
A cantora ainda comentou que a "escuridão" que estamos vivendo não começou agora e já estavam em suas músicas, como em "Vero" (2003). "Sempre tive isso, não sei se veio do útero, mas sempre tive esse negócio de justiça social. E gosto de colocar nas entrelinhas. Quem quer analisar, analisa; quem quer curtir, curte."
Na entrevista, Maria Rita também recordou sua volta ao Brasil, após anos vivendo nos Estados Unidos e a forma como se identificou com o samba, gênero musical que afirma considerar o mais completo e emocionante. "O samba é o amor, é o desamor, é o ódio, é a resistência, é o berro político, é o berro malandro, é a palhaçada...".
Maria Rita também recordou algumas de suas histórias com Arlindo Cruz, que ela afirma ser uma das pessoas que mais a ajudou a se encontrar no samba. Histórias que, segundo ela, são sempre uma zorra, uma bagunça boa, cheias de gargalhadas. "Ele me permitiu abraçar a sambista [que existe em mim]."


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL