NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
ILUSTRADO
Sábado, 26 de Setembro de 2020, 00h:00

CRIANÇA ESPERANÇA

'Criança Esperança' terá reencontro de divas e até Ivete cantando com Tim Maia

Em 35 anos de projeto, pela primeira vez público não vai contribuir com doações financeiras.

PEDRO WILLMERSDORF
Da Agência Globo – Rio

Em 35 anos de história, o Criança Esperança reinventou a vida de milhares de pessoas por todo o Brasil, com a contribuição dos telespectadores e o suporte da Unesco, braço da ONU voltado para educação, ciência e cultura. Mas em 2020, diante de um dramático cenário de pandemia, o projeto precisou cuidar de sua própria transformação para seguir em frente.

Sob o lema “Doe esperança”, a campanha deste ano, que começa amanhã, conta com diversas mudanças que culminam no tradicional show, que vai ao ar na segunda-feira, após a novela “A força do querer”. A transmissão ao vivo, nos Estúdios Globo, contará apenas com seis apresentadores, que entrarão no palco em duplas, num distanciamento de 6 metros entre si. São elas: Fátima Bernardes e Luciano Huck, Maju Coutinho e Tiago Leifert, e Luis Roberto ao lado de Jessica Ellen.

Três veteranos participarão por VT: Pedro Bial, Ana Maria Braga e Serginho Groisman — que também fará uma entrada ao vivo, de casa.

“Todo sucesso é polêmico e não podemos negar: tem gente que, até hoje, não acredita no projeto”, diz Rafael Dragaud, supervisor artístico do show. “No segmento do Bial, nós apresentamos um doador a uma pessoa que teve a vida mudada pelo Criança Esperança”.

Este ano, a campanha não conta com o tradicional 0500, número para o qual os telespectadores ligam para realizar sua contribuição financeira. Dragaud conta que o suporte necessário para bancar os 111 projetos aprovados pela Unesco em 2020 virá exclusivamente das empresas parceiras do Criança Esperança:

“Acho que é um movimento de empatia diante da crise. Não fazia sentido pedir dinheiro às pessoas enquanto há campanhas de doação de cestas de alimentos e kits sanitários aos que não têm sequer o básico”.

Novos formatos também dão o tom dos números musicais do programa. Desta vez, por conta da pandemia, atrações foram produzidas remotamente. Ivete Sangalo gravou uma performance que conta com um recurso de rotoscopia – muito usado em animações, no qual entrará dentro da TV para cantar “Não Quero Dinheiro”, ao lado de Tim Maia. Luan Santana e Ludmilla abrem o show num dueto à distância. Ele, do alto do prédio da Globo, em São Paulo, e ela, no estúdio do Rio, cantam “Novo Tempo”, de Ivan Lins e Vitor Martins.

Em um encontro familiar, Chitãozinho e Xororó fazem, com a Família Lima, o único número ao vivo, ao interpretar “É preciso saber viver”, de Roberto e Erasmo Carlos.

“Destaco também a reedição do encontro de Iza e Alcione, que rolou no Rock In Rio de 2019. Desta vez elas vão cantar “Maria, maria”, em homenagem à força da mulher brasileira”, pontua Dragaud. “Elas vão ter a participação da Ana Maria Braga, que é uma grande Maria, uma guerreira”.

Xande de Pilares faz o número de encerramento cantando “Tá escrito”, onde serão exibidos vídeos enviados pelos apresentadores, artistas que participaram do show, além de anônimos e outros talentos Globo.

 

Mesões de videochamada

Aliás, as gravações caseiras se tornaram peça-chave para a interação do público. A campanha pede para que as pessoas enviem vídeos de até 15 segundos para o site do projeto (redeglobo.globo.com/criancaesperanca/) compartilhando experiências que tenham renovado o sentimento de esperança.

Além disso, público poderá conversar com estrelas do elenco da Globo, nos dias 26, 27 e 28 de setembro nos chamados Mesões da Esperança. O papo, que geralmente acontece por ligação telefônica, desta vez vai rolar por videochamada.

Juliana Paes, Fernanda Gentil, Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert, Fábio Assunção, Flávio Canto, Dira Paes, Jonathan Azevedo, Leandra Leal e Paulo Vieira são alguns dos nomes confirmados para apresentar os mesões, que irão ao ar nos intervalos da programação.

“A campanha não é só dinheiro, mas também essa vibração que vem do Brasil todo”, reforça Dragaud.

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL