NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
ESPORTES
Sábado, 04 de Julho de 2020, 10h:26

FLAMENGO

Sede do Flamengo é pichada após anúncio de cobrança por transmissão de jogo

No dia seguinte ao anúncio de que o Flamengo vai transmitir o duelo com o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio, em um aplicativo pago, o muro sede do time, na Gávea, amanheceu pichado com frases contra o presidente Rodolfo Landim

Da Folhapress - Rio
Torcida protesta contra cobrança de transmissão do jogo

No dia seguinte ao anúncio de que o Flamengo vai transmitir o duelo com o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio, em um aplicativo pago, o muro sede do time, na Gávea, amanheceu pichado com frases contra o presidente Rodolfo Landim.
No local, era possível ler "Fora, Landim ganancioso" e "O Flamengo é do povo". A informação foi publicada, primeiramente, pelo site da "Rádio Tupi".
O confronto com o Voltaço, que vale vaga na final do segundo turno do Campeonato Carioca, será exibido ao vivo pelo "MyCujoo", por R$ 10. Os ingressos começam a ser vendidos neste sábado (4) e sócio-torcedor não paga.
A notícia, porém, pegou muitos no clube de surpresa e dividiu a diretoria. Até mesmo integrantes de grupos políticos que apoiam a atual cúpula fizeram críticas.
Recentemente, o muro da Gávea já havia sido pichado com críticas à atual diretoria. Após Landim comparecer a uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro, em que foi tratado também o retorno do futebol após paralisação devido à pandemia de coronavírus, membros da cúpula chegaram a ser chamados fascistas.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL