NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 19 de Setembro de 2020
ESPORTES
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2020, 12h:00

CORINTHIANS x BAHIA

Perto da degola e desfalcado, Corinthians tenta se reabilitar diante do Bahia

LUÍS MARCELO CASTRO
Da Folhapress - São Paulo
Dyego Coelho

 Com a crise instalada no Parque São Jorge, o Corinthians tenta resgatar a autoestima dos seus jogadores e o apoio da torcida nesta quarta-feira (16), às 21h30, diante do Bahia, na Neo Química Arena.
A tarefa da equipe comandada interinamente por Dyego Coelho -que assumiu após a demissão de Tiago Nunes- não será fácil. Embora o Bahia esteja há mais tempo em jejum de vitórias e abaixo na tabela, o Timão terá até sete desfalques no duelo.
Com uma fratura na mão esquerda, o lateral direito Fagner virou dúvida na equipe. Seu substituto natural, Michel Macedo, dificilmente terá condições de atuar após levar uma pancada no tornozelo na derrota para o Fluminense.
Luan, Boselli e Léo Natel também estão entregues ao departamento médico, enquanto Jô pegou dois jogos de gancho por causa da confusão com Diego Costa, no Majestoso, e Gabriel cumpre suspensão por causa do terceiro cartão amarelo.
Não bastassem as ausências, os atletas ainda sentem os efeitos da violência sofrida no desembarque no aeroporto de Guarulhos, na noite do último domingo, quando foram duramente cobrados, xingados e até agredidos por torcedores.
"Saímos e, infelizmente, houve aquele absurdo, que não condiz com a torcida do Corinthians. Obviamente que os jogadores estão muito assustados e tristes, e eu também. No dia seguinte, ficar ameaçando jogador e familiares é ridículo. Os jogadores estão se recuperando", disse o presidente Andrés Sanchez, referindo-se às ameaças sofridas pelo filho de dez anos de Fagner.
"No Corinthians, você sempre é cobrado. Agora, ser intimidado, ameaçado, isso não faz parte da torcida do Corinthians. Faz anos que não acontece isso. Foi uma emboscada", afirmou.
O jogo antecipado da 11ª rodada do Brasileiro pode aliviar a crise do Timão, que não vence há três partidas, ou empurrá-lo para a zona de rebaixamento ao término da jornada.
O Corinthians ocupa a 15ª posição na tabela do Nacional, com nove pontos em nove jogos, assim como o Tricolor de Aço -ambos estão fora do Z-4 apenas pelos critérios de desempate.
Pesa em favor do Alvinegro o fato de jogar em casa, além de enfrentar uma equipe em queda livre: o Bahia coleciona quatro derrotas e três empates.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner (Bruno Méndez, Ramiro ou Igor Formiga), Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Camacho, Cantillo, Ramiro (Mateus Vital) e Otero; Everaldo e Gustavo Silva. T.: Dyego Coelho

BAHIA
Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca, Juninho Capixaba; Ronaldo, Gregore, Rodriguinho, Élber, Rossi; Gilberto. T.: Mano Menezes.

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Horário: 21h30 desta quarta (16)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL