NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
ESPORTES
Quarta-feira, 08 de Julho de 2020, 23h:35

CAMPEONATO CARIOCA

Fluminense vence Flamengo nos pênaltis e conquista Taça Rio

Com o resultado, o clube tricolor se classificou para a final do Estadual do Rio, contra o próprio time rubro-negro, vencedor do primeiro turno da competição. As duas partidas ainda não têm data confirmada

Da Folhapress - Rio
Jogadores do Fluminese comemoram a conquista da Taça Rio

O Fluminense conquistou a Taça Rio (o segundo turno do estadual) nesta quarta (8) ao vencer o Flamengo nos pênaltis por 3 a 2 no Maracanã, após empate no tempo normal em 1 a 1.
Com o resultado, o clube tricolor se classificou para a final do Estadual do Rio, contra o próprio time rubro-negro, vencedor do primeiro turno da competição. As duas partidas ainda não têm data confirmada.
Gilberto abriu o placar para o time tricolor ainda no primeiro tempo, mas a equipe rubro-negra chegou ao empate com Pedro na parte final da segunda etapa. Rafinha, do Flamengo, perdeu o pênalti que deu o troféu ao rival.
O Fla-Flu desta quarta começou nos bastidores, bem antes de a bola rolar.
Com o rompimento do contrato dos direitos de transmissão do torneio, após a Globo considerar que o jogo entre Flamengo e Boa Vista, transmitido na internet pela FlaTV, feriu cláusulas do acordo, abriu-se a possibilidade de o Fluminense mostrar a partida pela internet.
O clube tricolor poderia fazer isso baseado na Medida Provisória 984/2020, publicada pelo governo federal no dia 18 de junho e que dá o direito de transmissão ao mandante do confronto.
No entanto, horas antes da partida, uma liminar concedida pelo TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro) autorizava o Flamengo a transmitir a final, o que ia contra a MP que beneficiou o time rubro-negro em outras duas oportunidades.
A liminar acabou cassada pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), e o Fluminense manteve a exclusividade da transmissão. O jogo na FluTV, pelo YouTube, atingiu pico de 3,5 milhões de espectadores simultâneos, recorde para um jogo de futebol no streaming brasileiro, que antes pertencia a Flamengo x Boa Vista, com 2,2 milhões.
O JOGO
Diferente do que se costumava ver em jogos do Flamengo, o time de Jorge Jesus não começou em um ritmo acima de seu adversário. Pelo contrário.
Com maior posse de bola e apostando em lançamentos em profundidade nas costas da zaga rubro-negra, o Fluminense teve as melhores chances.
Aos 23, Gilberto veio de trás e obrigou Diego Alves a fazer importante defesa em uma cabeçada. A essa altura, o Tricolor era melhor, e o Fla produzia muito pouco. Aos 35, em contra-ataque, Egídio avançou pela esquerda e colocou na área. Nenê chutou prensado e, na sobra, Yago tirou tinta da trave rubro-negra.
O placar, entretanto, seria alterado dois minutos depois. Aproveitando rebote, Egídio colocou na área, Marcos Paulo raspou e, quando a defesa do Fla marcou Matheus Ferraz, Gilberto se antecipou e cabeceou no cantinho de Diego Alves para abrir o placar.
Na volta para a segunda etapa, o Flamengo, mais ligado, tentou equilibrar as ações. O Flu, com o peruano Fernando Pacheco na vaga de Evanílson, que sentiu desconforto na coxa, tentava os contra-ataques, com Marcos Paulo centralizado.
Aos 19, em boa trama do ataque do Fla, Gerson recebeu cruzamento de Filipe Luís e cabeceou para fora. Mas o Rubro-Negro não engatava bons momentos, muito por um Éverton Ribeiro muito mal no jogo, e também pela marcação bem encaixada do Flu.
Aos 32, entretanto, a superioridade técnica do Fla fez a diferença. Filipe Luís avançou pela esquerda e colocou na cabeça de Pedro, que bem posicionado, deixou o seu no ex-clube, empatando o placar. Dali até o final, o Flamengo teve as melhores chances, mas não conseguiu converter a superioridade física em gols. Aos 49, no último lance, Hudson ganhou na área e cabeceou firme, mas Diego Alves impediu o gol.
Na disputa por pênaltis, mais igualdade: Nenê e Gabigol marcaram. Dodi parou em Diego Alves, e Muriel pegou a cobrança de Willian Arão. Na sequência, Hudson colocou o Flu na frente e viu Léo Pereira bater para fora. Mas o goleiro do Fla defendeu chute de Michel Araújo, que ainda bateu no travessão e na linha, mas não entrou. Pedro empatou tudo de novo. No fim, Fernando Pacheco marcou o terceiro gol tricolor, e Muriel foi herói ao pegar a cobrança de Rafinha.

FLUMINENSE
Muriel; Gilberto (Michel Araújo), Nino, Matheus Ferraz, Egídio; Hudson, Dodi, Yago (Yuri); Nenê, Marcos Paulo (Caio Paulista), Evanilson (Fernando Pacheco). T.: Odair Hellmann

FLAMENGO
Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira, Filipe Luis; Arão, Gerson (Diego), Arrascaeta (Pedro), Everton Ribeiro (Michael); Bruno Henrique (Vitinho), Gabigol. T.: Jorge Jesus

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Juiz: Bruno Arleu de Araújo
Gols: Gilberto, aos 37min do 1º tempo (Fluminense); Pedro, aos 33min do 2º tempo (Flamengo).


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

GILBERTO PACHECO  08-07-2020 23:42:50
Jesus, não acredito!

Responder

1
0



ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL