NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sábado, 05 de Dezembro de 2020
ESPORTES
Sábado, 24 de Outubro de 2020, 15h:08

JUDÔ

David Moura compete neste domingo no Grand Slam de Budapeste

"Estou feliz por poder voltar a competir,", disse o judoca cuiabano

ADMAR PORTUGAL
Da Reportagem
O judioca cuiabano David Moura

Começou na sexta-feira (23) o Grand Slam de Budapeste, evento que marca a retomada das competições internacionais e da corrida olímpica do Judô após paralisação de mais de 7 meses devido à COVID-19.

Mais de 400 atletas de 69 países se inscreveram na competição. O cuiabano David Moura será um dos representantes do Brasil. O Grand Slam distribui até mil pontos (campeões) no ranking classificatório para as Olimpíadas de Tóquio.

A última competição do judoca mato-grossense foi o Grand Slam de Dusseldorf em fevereiro. Apesar da quarentena, David se manteve firme treinando e se preparando durante todo esse tempo em Cuiabá, onde tem um centro de treinamento com estrutura de primeira.

"Estou feliz por poder voltar a competir, vai ser muito bom poder sentir aquela adrenalina de subir no tatame de uma competição oficial. É disso que a vida de um atleta de alto rendimento é feita", disse o mato-grossense David Moura

As delegações precisam cumprir uma série de medidas de segurança determinadas pela Federação Internacional de Judô e pelo governo húngaro. A primeira delas foi a exigência de dois testes de COVID-19 (PCR) para todos os participantes, pelo menos cinco dias antes do evento e com intervalo de 48 horas entre eles. Todos os judocas brasileiros cumpriram o protocolo e ficaram aptos a viajar na última segunda feira.

Na chegada à Budapeste, a seleção foi novamente testada e ficou confinada no hotel até a divulgação dos resultados. Mais um teste PCR será feito nos atletas no momento da pesagem, na véspera de competir, e só então o judoca será liberado para lutar. 

A Federação Internacional de Judô promete ser rigorosa no controle e fiscalização dos protocolos. Se um membro da delegação "furar" o isolamento, por exemplo, toda a equipe será desclassificada do torneio imediatamente. Além disso, os organizadores exigiram que cada país viajasse com um gerente de Covid. No caso do Brasil, um médico está cumprindo esse papel. 

Alguns procedimentos técnicos da competição também precisaram passar por adaptações para evitar aglomerações e contato entre as pessoas. O procedimento de aferição do judogui será feito pelo próprio atleta e não mais por um árbitro, também para evitar contato direto entre eles. O uso de máscara é obrigatório para todos os participantes, incluindo técnicos, árbitros, organizadores e atletas, que só poderão tirar a máscara na hora de lutar. 

David Moura subirá nos tatames neste domingo (25), com transmissão ao vivo pelo www.ippon.tv

6h (Horário de Brasília) - Preliminares

10h (Horário de Brasília)- Bloco Final (medalhas)

 

David Moura está na seleção brasileira de judô há mais de 10 anos, é campeão dos jogos pan-americanos, vice-campeão mundial, coleciona títulos internacionais e está entre os melhores judocas do mundo na categoria +100 kg de acordo com o ranking mundial. É atleta e embaixador do Instituto Reação, patrocinado pela Unimed Cuiabá, BV financeira e Oncomed Mato Grosso.

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você acha que o Cuiabá Esporte Clube tem chance de acesso à Série A do Brasileirão?
Sim
Não
Ainda falta estrutura
Precisa investir no elenco
PARCIAL