Departamento estima em 9 os grupos isolados





O Departamento de Índios Isolados da Funai em Brasília trabalha com a perspectiva da existência de 59 grupos indígenas isolados em todo país.

“Desse total, nove, provavelmente, vivem no noroeste e norte de Mato Grosso”, acredita o historiador e integrante da Frente de Contato Madeirinha, da Funai em Cuiabá, Juscelino Melo.

Juscelino não tem dados concretos. Trabalha a partir de informações de índios de várias etnias, de seringueiros, copaibeiros, garimpeiros, agricultores, fazendeiros e aviadores que conhecem e transitam nas áreas onde supostamente vivem ou perambulam os povos arredios.

Segundo ele, é difícil estabelecer contato com esses grupos, por se tratar de populações nômades.

No começo desta semana, Juscelino recebeu informações de membros dos irantxes, de que foram encontrados vestígios de índios arredios no noroeste de Mato Grosso, em Cotriguaçu, nas áreas dos igarapés Moreru e Pacutinga, afluentes do rio Aripuanã.

O historiador conhece o setor, e revelou que vai retornar, nos próximos meses, à região para prosseguir no trabalho de localização do grupo. (EG)






Massacres marcaram primeiros contatos
Escravidão, exploração de recursos e catolicismo podem explicar subdesenvolvimento
Marechal Rondon simboliza a expansão
Comemorações são importantes para os não-índios, que têm necessidade de se afirmar
Cultura dos parecis facilitou a boa integração
Áreas indígenas ocupam 13% do território
Instituição do distrito de Jarudore impediu que bororos utilizassem o rio Vermelho
Departamento estima em 9 os grupos isolados
Agora são os terenas que brigam por sua reserva
Povos indígenas querem mais autonomia
Presidente de associação acredita em proposta
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 2
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 3
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 4
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 5
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 7
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 8
Leia aqui o relatório final da CPI do Narcotráfico - parte 9