Terça feira, 28 de julho de 2015 Edição nº 10265 17/04/2002  










REFORMA AGRÁRIAAnterior | Índice | Próxima

Novo superintendente assume o Incra

O funcionário de carreira Petrus Emile Abi Abib promete elaborar plano até o final do ano

Secom/DC
O novo superintendente do Incra se reuniu ontem com o governador Rogério Salles, secretários e assessores do governo
CARLA PIMENTEL
Da Reportagem

A Superintendência Regional do Incra em Mato Grosso já tem nova liderança. Cinco dias depois da exoneração de Francisco José Nascimento, assumiu ontem o cargo o funcionário de carreira Petrus Emile Abi Abib. O superintendente começa as atividades com a promessa de viabilizar a elaboração de um plano de reforma agrária para o Estado até o final do ano. Quanto ao seu antecessor, assume hoje a mesma função em Rondônia.

Depois de uma rápida cerimônia de posse na sede do órgão, Petrus Abib passou cerca de 50 minutos no gabinete do governador Rogério Salles. “Combinamos realizar novos encontros, em conjunto com a Empaer, Secretaria de Agricultura e Assuntos Fundiários e Intermat”, disse. Segundo o novo superintendente, sua política priorizará a integração com o governo e prefeituras, através da multiplicação de parcerias.

O plano usará como matéria-prima o relatório do Mutirão da Reforma Agrária. O documento, de cerca de mil páginas, é resultado da coleta de dados feita pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Sustentável junto a 104 municípios e 348 assentamentos. Realizada no ano passado, a iniciativa trouxe à tona denúncias de irregularidades e deficiências de infra-estrutura que inviabilizam a permanência do homem no campo – tais como a demanda pela abertura ou recuperação de 10 mil quilômetros de estradas e a demarcação de 120 mil hectares de terras.

“A elaboração do relatório foi excelente, porque serve como instrumento para que possamos olhar a reforma agrária do lado de fora”, disse Petrus Abib. Ele apontou que, tendo em mãos o documento, o Incra poderá agora traçar as prioridades a serem atendidas. Quanto a recursos, não há muitas novidades: o diretor executivo da Região Norte e Centro-Oeste do Incra, Paulo Condé – que acompanhou Abib em seu dia de estréia em Mato Grosso -, a liberação de verbas depende da capacidade de execução das superintendências.

Quanto à exoneração de Nascimento – que se deu no último dia 12, quando estava em Brasília, pegando de surpresa os funcionários locais – Condé garante que se deu por motivos pessoais: “Ele não estava bem de saúde, e pretendia ficar mais perto da família”, explicou.

Antes de optar pela transferência, Nascimento havia desencadeado inquéritos relativos a possíveis irregularidades no Incra, atualmente em fase conclusiva. Sobre o assunto, Abib garante que “as comissões de investigação são soberanas, e atuarão com total independência”.

Petrus Abi Abib é funcionário do Incra há 35 anos. Depois de aposentado, continuou atuando em cargos de confiança, sendo o último deles a coordenação do Projeto Nacional de Regularização Fundiária – uma proposta em maturação que ele prefere não detalhar, mas afirma que será deflagrada a partir da próxima semana no estado. Foi também assessor do ministro da Reforma Agrária, Raul Julgmann, durante seis anos, e a regional de Mato Grosso é a quinta superintendência que assume em sua carreira.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

20:51 Conselheiro aciona Bezerra na Justiça
20:46 Exército resgata crianças e adultos reféns de guerrilha
20:45 Janot sai contra prioridade para investigação de CPIs
20:45 Presos dividem seis celas em Complexo Médico-Penal
20:45 Cuba melhora de posição em lista dos EUA


20:44 Aécio critica convocação de Dilma
20:44 Cunha diz que analisará propostas com fundamentos
20:43 Ex-secretário se livra de ação
20:43 Ação contra Taques é extinta
20:43 Defesa tenta afastar juíza novamente
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015