Domingo, 23 de fevereiro de 2020 Edição nº 15392 22/01/2020  










ASSISTÊNCIA SOCIALAnterior | Índice | Próxima

MT irá receber R$ 24,8 milhões do “Bolsa Família”

Da Reportagem

O pagamento da parcela de janeiro do “Bolsa Família” já começou. Em Mato Grosso, o programa irá destinar R$ 24,8 milhões. No total, 145.427 famílias residentes no Estado serão beneficiadas. O valor médio do benefício é de R$ 171,05. O programa é voltado para famílias extremamente pobres em todo país e, em contrapartida, os beneficiados cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Segundo o Ministério da Cidadania, a família de Deuselhia dos Santos é uma das beneficiárias. Com oito filhos, a mulher de 54 anos conta que o repasse é fundamental para o sustento da casa. "Como eu estou desempregada, esse dinheiro é fundamental para comprar comida para a família todo mês. É sagrado", conta.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, reforçou que a pasta trabalha para garantir o benefício de quem realmente precisa. "Nós seguimos fazendo o pente-fino no programa, removendo quem não precisa do dinheiro. Assim, podemos garantir que famílias realmente necessitadas tenham acesso ao benefício", esclarece. Ainda segundo o ministro, o governo estuda melhorias no projeto.

A intenção é avançar com a iniciativa social que beneficia milhares de famílias carentes em todo país. "Estamos discutindo a possibilidade de mudar para melhor. Não queremos tirar o benefício de quem precisa, mas vamos estimular a geração de emprego e renda, além de garantir educação de qualidade para as crianças. Afinal, essas são prioridades do nosso governo", afirmou o ministro, por meio da assessoria de imprensa.

O “Bolsa Família” é voltado para famílias extremamente pobres, com renda per capita mensal de até R$ 85; e pobres, com renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170 reais. Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, em contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação. Para fazer parte do programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do “Bolsa Família” no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como RG, carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência, conforme o Ministério da Cidadania.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:30 Abilio pode ser o segundo vereador a ser cassado por quebra de decoro
16:30 Jeferson Schneider diminui delação de Silval e critica MP
16:29 BOA DISSONANTE
16:28 Alcolumbre anuncia apoio a Julio Campos
16:27 Campanha da Fraternidade - 2020


16:27 Em defesa de quem cria
16:27 Não é não, especialmente no Carnaval
16:26 Trânsito
16:25
16:25 Um futuro para o trabalho
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018