Segunda feira, 24 de fevereiro de 2020 Edição nº 15389 17/01/2020  










URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAnterior | Índice | Próxima

Em 2019, só 02 municípios tiveram novos leitos de UTI habilitados em MT

Da Reportagem

Em 2019, o Ministério da Saúde (MS) ampliou em 39% o número de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI), em relação a 2018, para atender casos mais graves de crianças e adultos nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao todo, foram criadas 1.424 vagas. Em Mato Grosso, apenas dois municípios foram contemplados com habilitações de leito de UTI.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde (Ses), foram habilitados dois leitos adultos no Hospital Santa Rosa, unidade particular que atende pelo SUS e que fica em Cuiabá; cinco leitos adultos no Hospital Santa Helena e seis leitos de unidade coronariana no Hospital Geral, esses dois últimos hospitais filantrópicos conveniados ao sistema público. Também foram abertos outros sete leitos de UTI neonatal no Hospital Santo Antônio, em Sinop (503 quilômetros, ao norte da capital).

Com a medida, o Ministério da Saúde afirma que foram zerados todos os pedidos de habilitação de leitos solicitados pelos estados no ano passado, totalizando investimento de R$ 185,6 milhões. “Com esse reforço, a população passou a contar com 23 mil leitos de UTI adulto e pediátrico em todo o país. São novas vagas para reforçar o atendimento nos serviços de urgência e emergência e nos hospitais especializados”, frisou.

Ainda, conforme o MS, os leitos de UTI são destinados a acolher diferentes públicos em estado grave com chances de sobrevida e que precisam de monitoramento constante (24 horas). Assim, dos 1.424 novos leitos, 729 são destinados a pacientes adultos, sendo 687 leitos de UTI e 42 em unidades coronarianas; e 695 voltados para o atendimento de crianças. Esse total está dividido em 142 novos leitos pediátricos, 159 neonatal, 287 em Unidade de Cuidados Intermediários Convencionais (UCINCo) e 107 em Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa).

Sobre o déficit de leitos no Estado, a Ses informou apenas que o Ministério da Saúde está revisando a portaria que define parâmetros para estimar a necessidade de leitos nos estados. “Portanto, Mato Grosso, assim como alguns estados, aguarda essa orientação ministerial para elaborar proposta a respeito, para, posteriormente, enviar para o colegiado da Comissão Integestores Bipartite (CIB), composta pela Ses-MT e pelas secretarias municipais de Saúde, e estimar a real necessidade de leitos de UTIs para o estado”, frisou.

Segundo o MS, todas as cinco regiões do país foram contempladas. No centro-oeste, ao todo foram habilitadas 99 vagas, sendo 56 do tipo adulto, 30 pediátrico, sete neonatal e seis unidades coronarianas. No nordeste, foram 297 leitos, das quais 221 adulto, 34 do tipo pediátrico, 20 neonatal, 10 unidades coronarianas, 47 em UCINCo e 32 em UCINCa. Já para o norte, a pasta habilitou 190 leitos, sendo 105 do tipo adulto, 35 pediátrico, 24 neonatal, um em unidade coronariana e 20 UCINCo. Na região sudeste foram 300 leitos de UTI, e no sul, 144 UTIs.

O funcionamento de novos leitos deve ser solicitado pelos gestores locais (estados e municípios). A habilitação e a liberação de recursos são feitas mediante apresentação de projetos, que são analisados pelo Ministério da Saúde. O gestor local também tem autonomia para ampliar o número de leitos com recursos próprios, a partir de sua avaliação em relação a demanda ou necessidade, bem como a capacidade instalada de oferta assistencial. Já a habilitação de leitos pelo Ministério da Saúde assegura recursos adicionais para o custeio do serviço.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:30 Abilio pode ser o segundo vereador a ser cassado por quebra de decoro
16:30 Jeferson Schneider diminui delação de Silval e critica MP
16:29 BOA DISSONANTE
16:28 Alcolumbre anuncia apoio a Julio Campos
16:27 Campanha da Fraternidade - 2020


16:27 Em defesa de quem cria
16:27 Não é não, especialmente no Carnaval
16:26 Trânsito
16:25
16:25 Um futuro para o trabalho
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018