Segunda feira, 20 de janeiro de 2020 Edição nº 15369 14/12/2019  










ELEIÇÃO 2020Anterior | Índice | Próxima

Mauro diz que DEM terá candidato em Cuiabá

Governador disse que definição do nome sai em março; Mauro não apoia candidatura de Pivetta ao Senado: “Conquistou um mandato? Cumpra o seu mandato”

ARQUIVO
KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

O governador Mauro Mendes afirmou que o Democratas (DEM) deve definir até meados de março de 2020 o candidato da sigla que disputará a Prefeitura de Cuiabá na eleição de outubro.

Esta é a primeira vez que o chefe do Executivo estabelece um prazo para escolha do candidato. Segundo ele, a discussão deve ter início a partir de janeiro do próximo ano.

“Eu sempre digo e repito que não podemos pensar o tempo todo em eleição. Isso deve ser feito a partir do ano que vem. Acredito que no primeiro trimestre, até março de 2020, pode ter certeza que esse candidato será definido”, disse ele em entrevista à rádio Capital FM, na manhã desta sexta-feira (13).

Segundo Mendes, são cotados para a disputa o presidente municipal do DEM, Alberto Machado, o secretário de Fazenda Rogério Gallo e até o ex-prefeito de Cuiabá Roberto França, que ainda não se filiou ao DEM.

Apesar de Mendes não ter citado, também são cogitados o secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo, o secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho, o presidente estadual do DEM Fábio Garcia e o ex-governador Júlio Campos.

“Temos muitos nomes e, no momento certo, que é a partir de janeiro, iremos começar a falar de eleição. Este ano, tive muito trabalho para fazer e não pude perder tempo com discussão político-partidária”, afirmou.

Segundo Mendes, a intenção do DEM é escolher um nome que esteja preparado para comandar o Palácio Alencastro e que seja honesto.

CORRUPÇÃO -O governador disse ficar com "raiva" das histórias que ouve sobre corrupção de agentes políticos. Ele, entretanto, não citou ninguém.

“Queremos oferecer nomes sérios, que tenham competência e que sejam honestos, porque eu fico com raiva, fico bufando, quando ouço histórias de políticos que não fazem as coisas certas. É comum ouvir história de pessoas que ficam cobrando propina”, disse.

“Eu mando denunciar. O empreiteiro que fica reclamando, vai lá e denuncia. Não quer pagar propina, denuncia, porque se for no meu governo, na hora tomo providência. Então, esse é o papel do DEM: oferecer nomes para população fazer sua escolha. Os partidos têm que escolher bons nomes e oferecer opções. Se não tiver bons nomes a população tem que escolher o menos pior e, como dizem, pode dar merda, e as consequências virão”, completou.

SENADO – Mendes também disse, durante a entrevista, que não apoia uma eventual candidatura de seu vice, Otaviano Pivetta, para a vaga ao Senado Federal, aberta com a cassação da senadora Selma Aruuda (Podemos). Segundo o governador, ele e Pivetta, no ano passado, firmaram o compromisso com os eleitores de atuarem juntos no Palácio Paiaguás até 2022, quando encerra o mandato no Executivo Estado. Para ele, que rasgou elogios ao vice, "agir na direção contrária seria enganar seus eleitores". “Conquistou um mandato? Cumpra o seu mandato, não fique enganando o eleitor”, disse.

“[Pivetta] É um homem bem intencionado, tem uma história brilhante desde Lucas do Rio Verde e não fica lá como vaquinha de presépio. Ajuda muito, na Secretaria de Obras, na Empaer, em várias funções que eu tranquilamente repasso, porque ele tem a nossa confiança e a de muita gente. Ter um cara assim no Senado também é muito bom. Se ele fosse eleito, não tenho dúvida nenhuma que seria um grande senador para Mato Grosso. Agora, temos que fazer uma escolha, porque tenho certeza que tem muitas pessoas sérias, honestas e corretas para o cargo. Eu vou defender que ele fique me ajudando a resolver os problemas do Estado”, afirmou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:46 Portal Transparência registra mais de 1,1 milhão de acessos em 2019
17:46 Governo muda regras para contratação de serviços terceirizados
17:45 MT já acumula mais de R$ 2 bi em impostos nesse ano
17:45 TCE manda Cuiabá exonerar "apadrinhados" e contratar aprovados em seletivo
17:44 Defaz investiga irregularidades em licitação de semáforos


17:37
17:36 Jayme Campos é o`6º parlamentar mais rico do Brasil
17:35 A pensão das filhas solteiras
17:34 Avenida Parque do Barbado
17:34 Sustentabilidade: o que estão pensando os europeus
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018