Quinta feira, 23 de janeiro de 2020 Edição nº 15365 10/12/2019  










Anterior | Índice | Próxima



Mesma tecla

A revista Crusoé e o site O Antagonista, do jornalista de extrema-direita Diogo Mainardi, batem sempre na tecla de que o ex-ministro Blairo Maggi (PP) não teria dito a verdade ao anunciar que abandonou o ambiente político.



De volta

As recentes aparições públicas de BM, segundo as publicações, são indicativas de que ele está "de volta ao jogo político". Como a presença no TSE, para acompanhar a sessão que pode cassar o mandato da senadora Selma Arruda (Podemos).



Chapa completa

Em Mato Grosso, parte da mídia embarcou na "onda" e cita, com todas as letras, que Maggi é, disparado, pré-candidato numa eventual eleição suplementar ao Senado. Já "escolheram", inclusive, os seus suplentes.



Tô fora!

No sábado (7), durante um churrasco em sua casa, em Cuiabá, o ex-ministro fez um minidiscurso e afirmou que, definitivamente, está fora da vida pública. E que está focando nas suas empresas, na família e nos amigos.



Coligação

Citado como opção do PP para disputar o Senado, Cidinho Santos nega que tenha projeto nesse sentido. Segundo ele, o candidato – se houver – será fruto de um entendimento entre Maggi e o governador Mauro Mendes (DEM).



Fantasia

Enquanto isso, sites anunciam uma suposta disputa no PSDB pela candidatura a eventual vaga de Selma. Sugerem que o ex-governador Pedro Taques mira a possível eleição e disputaria com o ex-deputado federal Nilson Leitão.



Sob suspeita

Segundo a revista Veja, o ex-ministro da Agricultura, Neri Geller, é suspeito de ligação com um suposto esquema que envolveria o grupo J&F na compra de votos que elegeu Eduardo Cunha (MDB-RJ) presidente da Câmara.



Caixinha

Uma portaria do então ministro Geller baniu do mercado o uso de um tipo de agrotóxico. A decisão impulsionou as exportações da J&F aos Estados Unidos. Isso seria o gerador de R$ 30 milhões para a compra dos votos.



Delação e mala

O STF abriu inquérito para apurar o caso, a partir de acordo de delação premiada de Ricardo Saud, ex-executivo da J&F. A PGR denunciou o ex-funcionário de Joesley Batista de ser o elo entre o esquema e os deputados.



Articulação

Hoje deputado federal, Neri Geller é um dos principais nomes do PP/MT. Além disso, é o articulador nomes para disputar a Prefeitura de Cuiabá. Corre atrás do ex-prefeito Roberto França e do empresário Dorileo Leal.



Briga de cachorro grande

Deltan Dallagnol resolveu processar Gilmar Mendes por danos morais. Na ação, o procurador cita uma entrevista em que o ministro do STF acusa a Lava Jato de ser uma organização criminosa. GM também chamou os membros da força-tarefa de "cretinos", "gentalha", "gângster"... O procurador pede R$ 59 mil.



Hora e placar

Segundo o site RDNews, a Câmara de Cuiabá já tem data e hora para cassar Abílio Bunini: dia 19 (quinta-feira), às 9h. O placar seria de 17 votos, de um total de 25. O vereador do PSC é acusado de quebra de decoro.





Prazo final

Na tentativa de esvaziar a já maçante discussão sobre pré-candidaturas, a cúpula do DEM estabeleceu o fim de fevereiro de 2020 para escolher o candidato da legenda à Prefeitura de Cuiabá. Aí, será sem choro e nem vela.



Sem novidade

De qualquer forma, o que se sabe é que o DEM tem como opção, até agora, o presidente estadual da legenda, Fábio Garcia; o chefe da Casa Civil do Paiaguás, Mauro Carvalho; e o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo.



Na torcida

No Facebook, Selma Arruda faz torcida pela votação da proposta de prisão em segunda instância. Ela é relatora do projeto, que será submetido à Comissão de Constituição e Justiça do Senado, nesta terça (10).



Cassação

Em princípio, a senadora não parece nem um pouco preocupada com seu futuro. Hoje, também, o TSE retoma julgamento de recurso que tenta evitar a sua cassação. O relator, Og Fernandes, votou pela ratificação da decisão do TRE-MT.



Paletó

A carreata contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), domingo (8), foi um fracasso de público. Os vereadores Dilemário (Pros), Diego Guimarães (PP) e Abilio Brunini levaram pouco mais de uma dezena de carros às ruas.



Pires na mão

Mauro Mendes é um dos signatários de pedido a Bolsonaro para antecipar R$ 5,3 bilhões do pré-sal para os estados pagarem o 13º. O presidente anda "meio" irritado com MM, que declinou do convite para trocar o DEM pelo Aliança pelo Brasil.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:43 BOA DISSONANTE
17:42 Planejar a compra do material escolar
17:42 Blairo cobra Neri sobre reunião com Emanuel e Campos
17:41 Fuga no Paraguai
17:41 O nazista Alvim virou “nada”


17:41 Internet das coisas
17:40
17:40 Um novo mundo
17:39 Verdadeira riqueza do Irã não é petróleo, mas coragem dos jovens e mulheres, diz escritora iraniana
17:39 Projetos audiovisuais criticados por Bolsonaro ficam de fora de edital
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018