Segunda feira, 20 de janeiro de 2020 Edição nº 15364 07/12/2019  










NATAL EM MTAnterior | Índice | Próxima

Período deve movimentar R$ 769 mi e gerar 1,7 mil empregos temporários

MARIANNA PERES
Da Reportagem

As vendas alusivas ao período de Natal – melhor data do ano dentro do calendário comercial – deverá movimentar cerca de R$ 769 milhões na economia de Mato Grosso, em 2019, conforme dados divulgados ontem pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Fecomércio/MT. O faturamento estimado só é menor quando comparado às projeções da entidade para os estados do Sul, de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais no Sudeste e de Ceará, Pernambuco e Bahia no Nordeste.

As cifras mostram que o faturamento projetado ao comércio varejista, para a data, deve ser 3,1% superior ao contabilizado no ano anterior. Se confirmado, Mato Grosso terá o terceiro ano consecutivo de resultado positivo.

Neste mesmo período há dados positivos para o mercado de trabalho, com a projeção de expansão de vagas temporárias, o que irá contribuir com a geração de aproximadamente 1,7 mil novos empregos para o comércio no Estado. Nesta modalidade de contratação, se confirmada a projeção da CNC, Mato Grosso deve ocupar a décima primeira posição dos estados que mais contratarão neste período.

A pesquisa da CNC que mede a Intenção de Consumo das Famílias (ICF), divulgada também pela Fecomércio/MT e com referência ao mês de novembro, reforça a melhora da perspectiva de consumo das famílias na Capital para o mês do Natal, influenciado pelo bom desempenho da economia, com o acréscimo de renda através dos saques do FGTS e do PIS/Pasep, além do recebimento do 13º salário.

Além disso, outra pesquisa da Confederação que monitora o Índice de Confiança do Empresário do comércio (ICEC), também do mês de novembro, confirma a retração na contratação de temporários na comparação com o mesmo período do ano passado, de -0,3%. Já a situação dos estoques das empresas apresentou melhora na mesma proporção, também de 0,3% na comparação com 2018.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:46 Portal Transparência registra mais de 1,1 milhão de acessos em 2019
17:46 Governo muda regras para contratação de serviços terceirizados
17:45 MT já acumula mais de R$ 2 bi em impostos nesse ano
17:45 TCE manda Cuiabá exonerar "apadrinhados" e contratar aprovados em seletivo
17:44 Defaz investiga irregularidades em licitação de semáforos


17:37
17:36 Jayme Campos é o`6º parlamentar mais rico do Brasil
17:35 A pensão das filhas solteiras
17:34 Avenida Parque do Barbado
17:34 Sustentabilidade: o que estão pensando os europeus
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018