Quinta feira, 21 de novembro de 2019 Edição nº 15346 09/11/2019  










JUSTIÇAAnterior | Índice | Próxima

Justiça autoriza que Lula seja libertado e deixe a PF em Curitiba

Lula foi beneficiado por decisão do STF que proibiu prisão após a segunda instância; ex-presidente estava preso na Superintendência da PF em Curitiba desde abril de 2018

ARQUIVO
Da Folhapress – São Paulo e Curitiba

A Justiça autorizou a saída do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) da prisão. Com a decisão, o petista pode deixar a Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba. A decisão coube ao juiz Danilo Pereira Jr., que substitui Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal em Curitiba. Lebbos, que está em férias, é a responsável pela execução da pena de Lula.

Lula foi beneficiado pela decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que, em julgamento finalizado ontem, proibiu prisão após condenação em segunda instância, caso de Lula. A defesa do ex-presidente havia entrado com o pedido de soltura no final da manhã de ontem.

"Determino, em face das situações já verificadas no curso do processo, que as autoridades públicas e os advogados do réu ajustem os protocolos de segurança para o adequado cumprimento da ordem, evitando-se situações de tumulto e risco à segurança pública", escreveu o juiz em seu despacho.

Após protocolar o pedido, Zanin foi à sede da Justiça Federal em Curitiba para falar com o juiz. O ex-presidente estava preso na capital paranaense desde abril de 2018 em razão da sentença que recebeu no processo do tríplex, derivado da Operação Lava Jato. A condenação foi confirmada pelo STJ (Superior do Tribunal de Justiça), uma espécie de terceira instância. O caso ainda será encaminhado ao STF.

Com a saída da prisão, o plano de Lula é falar com os militantes que ficam na vigília "Lula livre", instalada em um terreno na frente da PF em Curitiba. Na sequência, ele viaja para São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo.

No dia seguinte, ele participará de um ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo. No local, ele deverá fazer um pronunciamento. Nos arredores da sede da PF, em Curitiba, onde Lula passou mais de um ano preso, cerca de 200 pessoas aguardam a saída do ex-presidente. Militantes organizaram um corredor humano para que ele possa chegar até o terreno onde fica a vigília "Lula livre".



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:01 Estudo sobre passageiros está 15 anos defasado
18:01 BOA DISSONANTE
18:00 Brexit: O jogo deve terminar
17:59 O atestado do desastre
17:59 Infames de uma tardia república


17:59 Expectativa coletiva
17:58
17:58 Bolsonaro e o meio ambiente
17:57 Gilberto Gil recorda e reinventa Refavela em documentário
17:56 A gente teve melhorias, diz Taís Araújo 10 anos após ser 1ª negra protagonista
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018