Quinta feira, 21 de novembro de 2019 Edição nº 15346 09/11/2019  










VASCOAnterior | Índice | Próxima

Vasco se diz vítima de erros da arbitragem no Brasileiro

Da Folhapress – Rio

Alexandre Campello disparou contra a arbitragem depois de o Vasco ser derrotado pelo Palmeiras e prometeu ir à CBF para reclamar das marcações contra o time neste Brasileiro. A lista de partidas em que o clube se sente prejudicado é extensa, ao menos cinco. E, na maioria delas, comentaristas de arbitragem endossaram a indignação vascaína.

Entre as reclamações do Vasco estão um gol do Palmeiras irregular, um contra o Grêmio mal anulado e um pênalti não marcado contra o CSA. Os três lances poderiam se converter em até cinco pontos a mais na competição. Em vez do 12º lugar, com 39 pontos, estaria com 44, em nono lugar, a apenas quatro da zona de classificação para a Libertadores.

No jogo de quarta-feira, Sandro Meira Ricci, comentarista de arbitragem do “Sportv”, afirmou que o segundo gol do Palmeiras foi irregular, já que Luiz Adriano teria cometido falta em Danilo na disputa de bola. O Vasco ainda reclama de uma mão no começo da jogada do primeiro gol, mas comentaristas não analisaram o lance.

A partida contra o Grêmio, ainda no primeiro turno, está entalada na garganta dos vascaínos. O time tinha boa atuação e teria aberto 2 a 0 se o gol de Pikachu não tivesse sido anulado por uma falta de Rossi no começo da jogada. De acordo com Pericles Bassols, ex-árbitro e comentarista do “Esporte Interativo”, a marcação foi equivocada.

Outro lance que Bassols viu prejuízo ao Vasco ocorreu na partida contra o CSA, mesmo adversário de domingo, no jogo válido pelo primeiro turno, em Cariacica. As equipes empataram em 0 a 0, mas poderia ter sido diferente já que, em um lance, a bola cruzada por Pikachu em direção à área bateu no braço do jogador do time alagoano e a arbitragem mandou o jogo seguir.

Há dois jogos que o Vasco reclama, de acordo com os comentaristas de arbitragem, sem razão: o gol de Werley sobre o Corinthians, anulado por impedimento, e o gol do Ceará no empate em 1 a 1, que os vascaínos apontaram posição ilegal.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:01 Estudo sobre passageiros está 15 anos defasado
18:01 BOA DISSONANTE
18:00 Brexit: O jogo deve terminar
17:59 O atestado do desastre
17:59 Infames de uma tardia república


17:59 Expectativa coletiva
17:58
17:58 Bolsonaro e o meio ambiente
17:57 Gilberto Gil recorda e reinventa Refavela em documentário
17:56 A gente teve melhorias, diz Taís Araújo 10 anos após ser 1ª negra protagonista
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018