Quinta feira, 21 de novembro de 2019 Edição nº 15326 12/10/2019  










LICIO ANTONIO MALHEIROSAnterior | Índice | Próxima

O amor constrói

Vivemos em um mundo globalizado, no qual, a velocidade das informações em dados momentos, chega a assustar, tendo em vista, a quantidade de informações processadas.

A importância da internet, através das redes sociais é algo inconteste, pois as informações chegam rápidas; porém acabamos perdendo um pouco do contato físico, através do carinho dos abraços, do tocar no outro de sentir as reações desses contatos.

Hoje, nas grandes capitais do país, graças a essa velocidade excessiva de informações, além do aumento exacerbado no número de veículos e motocicletas, para que as entregas sejam feitas, em um curto espaço de tempo, gerando assim, maior competitividade entre carros e motos.

Competitividade esta, que acabou criando conflitos e interesses, acirrando assim, os ânimos que andam, à flor da pele.

No Brasil, é alarmante o número de óbitos decorrentes de acidentes de trânsito, causando mortes de 5 pessoas a cada 1 hora, informa um relatório divulgado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), estes dados são os mais recentes, compilados pelo Ministério da Saúde (MS), visto que, o processo de registro de óbitos é demorado, levando até dois anos para contabilizar todos os casos.

Como se não bastassem às mortes decorrentes das batidas de trânsito, existe outro fator, que aumenta a letalidade no transito, decorrente da desinteligência de alguns condutores, por estarem nervosos, acabam discutindo e, algumas vezes chegando a vias de fato, ocasionando assim, a morte de um dos envolvidos no acidente.

Quando, em pleno século XXI, deparamos com uma cena inusitada, decorrente de uma batida de trânsito, envolvendo um carro e uma moto.

Este episódio ocorreu em Manaus em um dia como outro qualquer, trânsito complicado, momento em que acontece a batida de um carro na traseira de uma moto.

O empresário Fabiano Ladislau, de 27 anos, presenciou o acidente, com medo que o pior acontecesse, deu inicio a filmagem do mesmo.

Fabiano diz "O rapaz da moto ainda estava no chão e o senhor saiu do carro agoniado com as mãos na cabeça, para minha surpresa, o rapaz levantou e simplesmente abraçou o idoso, ai o senhor começou a pedir perdão e a chorar".

Essa cena inusitada comoveu o país, confesso ao ver as imagens do acidente; momento em que, o jovem abraça o idoso e o beija, nesse momento fui ás lágrimas, pois hoje em dia, as pessoas descem de seus veículos, agredindo o outro com palavras, ou partindo para as vias de fato.

Resumo da ópera, precisamos de mais amor, mais tolerância, mais paciência com o próximo, se pelo menos, uma parte da população agisse dessa forma o mundo seria melhor.

Sabemos ser impossível, que isso ocorra em sua totalidade, porém temos que pelo menos tentar agir com o coração, em quaisquer situações, não apenas, as envolvendo o trânsito, como também em nosso dia a dia, colocando sempre o coração em detrimento da razão.



* LICIO ANTONIO MALHEIROS,Professor é geógrafo

liciomalheiros@yahoo.com.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:01 Estudo sobre passageiros está 15 anos defasado
18:01 BOA DISSONANTE
18:00 Brexit: O jogo deve terminar
17:59 O atestado do desastre
17:59 Infames de uma tardia república


17:59 Expectativa coletiva
17:58
17:58 Bolsonaro e o meio ambiente
17:57 Gilberto Gil recorda e reinventa Refavela em documentário
17:56 A gente teve melhorias, diz Taís Araújo 10 anos após ser 1ª negra protagonista
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018