Quinta feira, 17 de outubro de 2019 Edição nº 15308 18/09/2019  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

PGR defende cassação de Selma

Selma, para não alongar mais o assunto, o fato é que você vai ser desligada do gabinete. Você vai ficar nomeada senadora por mais uns dias até se ajeitar. É isso.

MARIA LIMA SAMPAIO, Cuiabá/MT

***



O Barbudo tem que candidatar e ganhar essa vaga é só chamar o Mito para aparecer com ele na campanha é certeza que ganha. É só o Barbudo pedir para o Mito discursar em seu favor durante a campanha ganha de lavada dos outros candidatos.

JORGE MORAES, Cuiabá/MT



TCE sugere previdência complementar aos servidores de MT

Esse povo do TCE só fala em previdência. Porque esse povo não começa a falar em diminuir os números de deputados estaduais e federais, as regalias dos magistrados do ministério público estadual e federal, dos PMs das secretarias. Isso ninguém fala. Mas o culpado é o povo que só vota em canalha.

EDMILSON ROSA, Cuiabá/MT



Estado alega não ter condições de dar aumento

Os servidores em sua maioria não querem aumento... querem a reposição inflacionária igual aos demais empregados.... já estamos há 3 anos sem reposição... de lá para cá o gás subiu 40%, a energia elétrica 38% sem contar as bandeiras, a gasolina mais de 45% a cesta básica há 3 anos era 289,00 hoje são mais de 500,00... se não houver a reposição vamos passar fome literalmente.

ANTÔNIO LEMOS, Cuiabá/MT



Estudo aponta retorno com incentivos

Fico curioso, pensando, porque será quando alguém é "desconhecido", no ambiente dos famosos e competentes em suas atividades/ações, é classificado de "João Ninguém"? Por que não Jandir, Pedro, Manoel, José...?! Enquanto não me explicam/convencem, vamos ao comentário. O programa Prodeic, de Mato Grosso, foi instituído a partir de 2004 e está sendo "elogiado" pela Fiemt, na pessoa de seu presidente. Considerando não haver maiores detalhes quanto às metodologias aplicadas - pelo menos a um "leigo" como eu -, dali aproveito o que já pensava há mais de trinta anos: "o incentivo fiscal sequer deveria ser classificado como "renúncia", pois só se renuncia a algo que já se possui". Exatamente! O que merece credibilidade, por coerência, que novas empresas passam a depender de novos empregados que, por sua vez, passam a ter um rendimento que são revertidos, predominantemente, ao consumo, gerando, por consequência, aumento de receitas pela tributação, com as "benesses" para qual são criados os tributos, onde incluem-se o consumo desses produtos isentados e, naturalmente, contribuindo para melhorar os índices de IDH. Quando me referi a "detalhes", foi no buscar entender/saber de onde vieram os números: incentivo de R$ 1,4 bilhão e o retorno de R$ 1,7 bilhão. Retorno para quem? Sob que forma? O incentivo é "isenção e/ou redução" de tributos, no caso, ICMS e, considerando que quem paga esse - e todos os demais - tributos é o consumidor, então, esses produtos "isentados", passaram a ter um preço de venda menor e, em tendo, seria um concorrência desleal aos de mesma atividade e, em não, passa a ser um "lucro extra" exorbitante aos "incentivados", posto que 17,00% de ICMS, por dentro, passa a ser de 20,48(192)%, ou seja, o consumidor paga para o empresário montar/estruturar sua empresa, ou não é assim? Além do mais, toda vez que leio/ouço na mídia, presidentes de associações de classes empresariais "falando bem" de ações governamentais na área tributária, podem apostar, estão levando vantagem e, notem, estou falando de ações a descoberto, mas, como sabemos, temos muitos empresários de diversos segmentos sendo processados judicialmente por terem usados de "jeitinho" para obter tais benefícios ou semelhantes. Ah, claro que não vou ter respostas, afinal chamo-me João.

JOÃO GALDINO DE MEDEIROS, Economista – Tributólogo, São Paulo/SP

jgaldinomedeiros@hotmail.com



Mato Grosso bate São Paulo e lidera ranking de produtividade da carne bovina

Cumprimentos aos participantes da cadeia da carne bovina. Acabou aquele tempo que a vaca criava o fazendeiro. Hoje o uso de tecnologia avança e somos campeões nacionais de produtividade. Significa que nossas pastagens, nossos grãos, nosso manejo adequado vêm dando certo. O principal fator que produz esse resultado chama-se "produtor rural". Muita pesquisa em nutrição, genética, administração dos rebanhos proporcionaram esses resultados. Ainda falta muito a ser explorado. Estamos apenas no início. Vamos a luta.

ACIR CARLOS OCHOVE, Cuiabá/MT

ochove@terra.com.br



Mauro prepara secretário a prefeito

Esse Gilberto Figueiredo é desconhecido. Com paletó e tudo mais o Emanuel Pinheiro vai atropelá-lo, fácil, fácil.

ROBERTO VICENTE MAIA, Cuiabá/MT



Jayme vê chantagem da Governo Federal com Congresso

Esse sujeito não entendeu ou se faz de novo. Vocês quebraram o país e você foi conivente. Não há nenhuma chantagem, bobó cheira cheira, o país está quebrado, acabou. Tenha um pouco de decência, coisa rara, e seja patriota uma vez na vida.

FRANCISCO ALENCAR, Cuiabá/MT



Morre ex-vereador João Bulhões

Grande Amigo! Militamos juntos no PSDB de Várzea Grande, 99/2000. Gente boa. Que pena que partiu rápido. Várzea Grande ficou um pouco mais triste.

AROLDO DE LUNA CAVALCANTI, Cuiabá/MT



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:07 Júlio Campos muda domicilio eleitoral
19:05 Nem cálice e nem cale-se
19:05 Best-seller
19:05 Projeto de Lei dos 30 dias
19:04 Educação contra a desigualdade


19:04 Mistérios da República
19:02 Afastada da TV, Bianca Rinaldi diz que idade lhe trouxe maturidade e prepara canal no YouTube
19:02
19:01 Sequência de Malévola propõe nova vilã
19:01 Renée Zellweger já desponta como favorita ao Oscar
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018